Brasil precisa continuar cortando gastos mesmo com reforma da Previdência, diz Mansueto

Publicado em 10/04/2019 11:13
20 exibições

LOGO REUTERS

NOVA YORK (Reuters) - O Brasil ainda precisará continuar reduzindo os gastos públicos, especialmente os salários do governo, mesmo que o Congresso aprove a proposta de reforma previdenciária com alto nível de poupança, disse o secretário do Tesouro, Mansueto Almeida, nesta quarta-feira.

     Falando em uma conferência em Nova York, Mansueto afirmou que a reforma da Previdência é um processo difícil, mas destacou que o apoio no Congresso é forte e o governo está "aprendendo" a negociar com os parlamentares.

Mansueto também disse que o salário mínimo deve ser limitado, e defendeu como "justo" um controverso aumento salarial para militares que o governo enviou ao Congresso junto com a proposta de reforma na Previdência para a categoria.

(Por Jamie McGeever)

Fonte: Reuters

Nenhum comentário