Número de presos em Londres durante protestos climáticos supera 1 mil (REUTERS)

Publicado em 22/04/2019 13:18
39 exibições

LOGO REUTERS

LONDRES (Reuters) - O número de ativistas ambientais presos durante oito dias de protestos em Londres passou de 1 mil nesta segunda-feira, disse a polícia, acrescentando que a Ponte de Waterloo, um dos locais interditados nos protestos, foi reaberta ao tráfego.

O grupo de ativistas Extinction Rebellion visou locais do centro de Londres, como Oxford Circus e a Praça do Parlamento, em uma campanha de desobediência civil sem violência com a meta de deter o que classifica como uma crise climática global.

A polícia disse que 1.065 pessoas foram presas por suas ligações com os protestos e que acusou 53 de delitos, como a obstrução de ruas.

Oxford Circus e a Praça do Parlamento foram reabertas ao tráfego no domingo, informou a corporação, e a Ponte de Waterloo foi liberada de madrugada.

A polícia apelou as ativistas para que fossem para Marble Arch, onde permitiram que os protestos continuem.

A ativista ambiental sueca Greta Thunberg discursou à multidão em Marble Arch ainda no domingo, exortando-a a nunca desistir de sua campanha para salvar o planeta.

(Por Paul Sandle)

Fonte: Reuters

0 comentário