Em cenário de cortes, Bolsonaro diz que educação é meio de melhorar a vida das pessoas

Publicado em 06/05/2019 13:57
62 exibições

LOGO REUTERS

RIO DE JANEIRO (Reuters) - O presidente Jair Bolsonaro defendeu nesta segunda-feira a educação como um meio de melhorar a vida das pessoas, apesar do cenário de cortes no orçamento de escolas e universidades federais pelo país.

Bolsonaro repetiu promessa de campanha e destacou que seu governo pretende criar uma escola militar em cada capital brasileira. Segundo ele, essas instituições são exemplo de disciplina, boa educação e sucesso.

“O que tira um homem ou uma mulher da situação difícil que se encontra é o conhecimento, e os colégios militares são exemplo de ensino de excelência para educação brasileira“, disse Bolsonaro em breve discurso em cerimônia para celebrar os 130 anos do colégio militar do Rio de Janeiro.

Os cortes recentes na área da educação fazem parte do contingenciamento geral no Orçamento da União anunciado pelo governo no final de março. Educação foi o setor mais afetado.

Do lado de fora do evento com presença do presidente, dezenas de alunos de escolas federais e universidades do Rio fizeram um protesto contra o corte de verbas. Eles carregavam faixas e cartazes e protestavam contra a medida.

Outros militares do governo estiveram no evento, como o vice-presidente Hamilton Mourão e os ministros Augusto Heleno (Gabinete de Segurança Institucional) e Bento Albuquerque (Minas e Energia).

Com seguidas notícias indicando que a relação entre o presidente e o vice enfrentaria dificuldades, Bolsonaro aproveitou a oportunidade para fazer um afago público a Mourão.

"Prezado Hamilton Mourão, meu contemporâneo da Academia Militar das Agulhas Negras e ex-aluno de colégio militar... vice-presidente amigo dos momentos difíceis, e juntos cumpriremos essa missão.“

Heleno também foi alvo de elogios de Bolsonaro, que classificou o ministro do GSI como um "grande conselheiro para momentos difíceis".

(Reportagem de Rodrigo Viga Gaier)

Fonte: Reuters

0 comentário