Modelo atual de Previdência está condenado à falência, diz Guedes

Publicado em 08/05/2019 15:37
48 exibições

LOGO REUTERS

BRASÍLIA (Reuters) - O ministro da Economia, Paulo Guedes, reiterou nesta quarta-feira que a nova Previdência proposta pelo governo vai permitir que o país cresça mais rapidamente e gere mais empregos, acrescentando que o atual regime é uma fábrica de privilégios.

Sem citar a economia desejada com a reforma, de pelo menos 1 trilhão de reais, Guedes disse que o modelo previdenciário atual está condenado à falência e que é preciso separar Previdência de assistência.

O ministro participa de audiência pública na comissão especial da Câmara dos Deputados, que analisa o mérito da proposta de reforma da Previdência.

(Por Marcela Ayres)

Fonte: Reuters

0 comentário