Orçamento terá novo corte de R$ 2,5 bi; "Queremos evitar que o governo pare", diz Bolsonaro

Publicado em 20/07/2019 17:15 e atualizado em 21/07/2019 10:16
267 exibições

BRASÍLIA (Reuters) - O presidente Jair Bolsonaro afirmou neste sábado que o Orçamento deste ano deve sofrer novo corte de 2,5 bilhões de reais, a ser anunciado na segunda-feira, data de divulgação do próximo relatório bimestral de receitas e despesas, informou o UOL.

"Queremos evitar que o governo pare, dado que o nosso Orçamento é completamente comprometido. Deve ter um novo corte agora. O que deve acontecer é um novo corte de 2,5 bilhões. Uma merreca. Concorda que é uma merreca perto de um orçamento trilionário nosso? É pouca coisa", afirmou ele a repórteres na portaria da residência oficial, segundo o site.

Na quinta-feira, o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, havia informado que um novo contingenciamento nas despesas não estava previsto, mas ponderou que as equipes do governo ainda estavam trabalhando na questão.

Em março, o governo já havia anunciado um contingenciamento de quase 30 bilhões de reais para assegurar o cumprimento da meta de déficit primário deste ano, de 139 bilhões de reais para o governo central (Tesouro Nacional, Banco Central e Previdência).

Em maio, o governo optou por queimar boa parte da sua reserva de emergência, diminuindo-a de 5,373 bilhões para 1,562 bilhão de reais, para não recorrer novamente ao expediente de congelamento de gastos, em meio à forte restrição já experimentada pelas pastas na Esplanada.

Bolsonaro diz que governo deve cortar R$ 2,5 bilhões: “Uma merreca” (em O Antagonista)

Ao falar com os jornalistas hoje, na porta da residência oficial, no Palácio da Alvorada, Jair Bolsonaro afirmou que o governo deve fazer um novo corte orçamentário. O valor deve ser de R$ 2,5 bilhões, segundo o presidente.

“Estamos no sufoco. Queremos evitar que o governo pare, dado o orçamento nosso completamente comprometido. Deve ter um novo corte agora, o que deve acontecer, não quer dizer que vai acontecer. O novo corte agora é 2 bilhões e meio”, disse Bolsonaro.

O presidente disse que esse valor é “uma merreca” diante do total de recursos do Orçamento. E revelou que o corte pode ser feito em apenas um ministério.

“Uma merreca. Concorda que é uma merreca, perto do orçamento trilionário nosso? É pouca coisa em um orçamento de trilhão. Dois bilhões e meio é pouco. Estamos decidindo com a equipe econômica. Ao invés de cortar de seis ou sete ministérios, e todo mundo morrer, mata um ministério só. Estou sendo obrigado a decidir.”

Fonte: Reuters

0 comentário