Bolsonaro afirma que Renda Brasil não será mais criado; e se reune com Guedes

Publicado em 15/09/2020 10:49 346 exibições

LOGO REUTERS

BRASÍLIA (Reuters) - O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta terça-feira que o governo não irá mais criar o programa Renda Brasil e continuará apenas com o Bolsa Família.

Em um vídeo publicado em suas redes sociais, o presidente afirmou que o governo não irá congelar aposentadorias ou reduzir auxílios a idosos e deficientes para financiar o programa, e que não vai aceitar propostas deste tipo.

Informações sobre essas possíveis ações para sustentar o programa social foram citadas pela imprensa.

Na manhã desta terça, Bolsonaro chamou o ministro da Economia, Paulo Guedes, para uma reunião de emergência.

Guedes adia participação em evento para se encontrar com Bolsonaro

BRASÍLIA (Reuters) - O ministro da Economia, Paulo Guedes, adiou nesta terça-feira a participação em um evento pela manhã para se encontrar com o presidente Jair Bolsonaro no Palácio do Planalto.

A princípio, Guedes falaria no Painel Telebrasil 2020 às 9h. Depois o compromisso passou para 9h30 e, enfim, foi adiado para 12h, com a assessoria do evento atribuindo o ajuste a "mudanças na agenda do ministro".

Duas fontes com conhecimento do assunto informaram à Reuters que Guedes está no Palácio do Planalto.

O Ministério da Economia não informou a pauta da reunião com o presidente, que ocorre em meio às definições das fontes de financiamento para um programa de transferência de renda mais robusto, que viria para substituir o Bolsa Família.

O governo enfrenta o desafio de elevar os gastos sem ferir a regra do teto de gastos, considerada única âncora fiscal do país. Para tanto, a opção seria cancelar despesas ou mudar o direcionamento ou regras de programas e benefícios sociais que já existem, alternativas que têm enfrentado resistência do presidente.

Fonte:
Reuters

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário