Dólar salta 2,8% e tem maior alta desde junho com nervosismo fiscal

Publicado em 18/09/2020 17:08 303 exibições

LOGO REUTERS

SÃO PAULO (Reuters) - O dólar disparou 2,8% nesta sexta-feira, mais do que revertendo em apenas uma sessão toda a queda acumulada na semana, e registrando a maior alta diária em quase três meses, com o sentimento de investidores abalado por intenso nervosismo no mercado de juros futuros diante de maior desconfiança em relação à postura do Banco Central num contexto de fiscal deteriorado.

A piora nos mercados externos --onde o dólar passou a subir e as bolsas de valores em Nova York fecharam em baixa-- endossou o movimento por aqui.

O dólar à vista fechou em alta de 2,77%, a 5,3767 reais na venda --maior valorização diária desde 24 de junho (+3,33%).

Na máxima, alcançada perto do fechamento, a cotação foi a 5,3782 reais (+2,80%). Na mínima, batida ainda no começo do pregão, marcou 5,2405 reais (+0,16%).

O dólar acumulou na semana alta de 0,82%. Até a véspera, registrava queda de 1,90%.

Com isso, a moeda reduziu a baixa em setembro para 1,90% e elevou os ganhos no ano a 33,99%.

Na B3, o contrato de dólar futuro de maior liquidez subia 2,60%, a 5,3770 reais, às 17h03.

(Por José de Castro)

Fonte:
Reuters

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário