Bolsonaro diz que vai se reunir com produtores de soja em meio a preços recordes

Publicado em 11/10/2020 10:58 1945 exibições

LOGO REUTERS

RIO DE JANEIRO (Reuters) - O presidente Jair Bolsonaro afirmou neste sábado que vai se reunir com os maiores produtores de soja no Brasil para discutir o preço da oleaginosa, que tem batido recordes e está impactando a inflação dos alimentos.

Bolsonaro disse que a ministra da Agricultura, Tereza Cristina, está acertando um encontro do governo com os grandes produtores de soja no Brasil, e acrescentou que o "pessoal do campo está feliz" com o maior volume de vendas para a China e a elevação dos preços.

"Semana que vem, com a Tereza Cristina, vamos conversar sobre soja no Brasil. A gente não vai regular, a gente não vai interferir em nada, querer dar uma carteirada, exigir, tabelar, isso não existe, é livre mercado", disse Bolsonaro em conversa com uma apoiadora transmitida ao vivo nas redes sociais do presidente.

"A questão da soja, vou conversar com a Tereza Cristina, ela está acertando um encontro com os grandes produtores de soja no Brasil, para a gente ver como fica essa questão, para atender o mercado interno também", acrescentou.

O preço da soja no porto de Paranaguá, um dos referenciais do Brasil, atingiu nesta semana um recorde de 159,22 reais por saca, renovando uma máxima histórica batida esta semana, quando superou uma marca de 2012, com a demanda aquecida reduzindo fortemente os estoques, informou o centro de estudos Cepea. Em 12 meses, o valor do produto subiu mais de 80%.

Bolsonaro também afirmou na live que conversou neste sábado com o ministro da Economia, Paulo Guedes, e com o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, sobre a inflação dos alimentos.

De acordo com o IBGE, O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) teve em setembro a maior alta para o mês desde 2003, de 0,64%, pressionado pelo aumento dos preços de alimentos.

No Guarujá, Bolsonaro passeia na praia e posa com aglomeração de apoiadores

LOGO estadao

O presidente Jair Bolsonaro fez uma transmissão ao vivo em suas redes sociais em uma praia do Guarujá (SP) neste domingo pela manhã. Na transmissão, Bolsonaro aparece de colete salva-vidas, caminhando pela praia e posando com apoiadores que formaram uma pequena aglomeração para cortejá-lo. Todos estavam sem máscara.

No vídeo, o presidente falou pouco, fez apenas comentários breves aos apoiadores. Alguns banhistas que estavam ao seu redor o chamaram de mito. Um deles clamou, apoiado por gritos de outros banhistas: "Vamos arrumar o Brasil, Bolsonaro".

Há pouco, o presidente deixou o Forte dos Andradas no Guarujá de moto aquática e, segundo informações da CNN Brasil, vai seguir até a Praia Grande, onde irá almoçar.

Fonte:
Reuters

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário