Com eleição próxima, EUA enfrentam aumento recorde de casos de coronavírus

Publicado em 30/10/2020 18:31 79 exibições

LOGO REUTERS

(Reuters) - Um aumento recorde de casos de coronavírus nos Estados Unidos está deixando os hospitais perto do limite de sua capacidade e causando a morte de até 1.000 pessoas por dia, segundo dados mais recentes, com grande parte da atenção do país voltada para a eleição presidencial de terça-feira.

Os Estados Unidos atingiram a marca de 9 milhões de casos confirmados na sexta-feira, com quase 229.000 mortos desde o início da pandemia, de acordo com uma contagem da Reuters de dados divulgados publicamente.

O país quebrou seu recorde de novas infecções por coronavírus em um único dia na quinta-feira, ao confirmar pelo menos 91.248 novos casos, enquanto 17 Estados relataram seus maiores números diários de pacientes com Covid-19 hospitalizados desde o início da pandemia.

Mais de 1.000 pessoas morreram por causa do vírus na quinta-feira -- a terceira vez em outubro que essa marca foi ultrapassada em um único dia. O número de pacientes com Covid-19 hospitalizados aumentou mais de 50% em outubro, para 46.000, o maior desde meados de agosto.

Entre os Estados mais atingidos estão aqueles onde a disputa está acirrada na campanha entre o presidente Donald Trump, um republicano, e o desafiante democrata, Joe Biden, como Michigan, Carolina do Norte, Ohio, Pensilvânia e Wisconsin.

O aumento de casos ressuscitou algumas das piores imagens da primeira onda devastadora do vírus em março, abril e maio, com pessoas em ventiladores morrendo sozinhas em hospitais e equipes médicas exauridas física e mentalmente.

Votos antecipados nos EUA passam de 85 milhões; Texas supera comparecimento de 2016

WASHINGTON (Reuters) - Faltando só quatro dias de campanha presidencial nos Estados Unidos, mais de 85 milhões de norte-americanos já depositaram seus votos, sendo nove milhões no Texas, onde o gabinete do secretário de Estado disse nesta sexta-feira que a votação antecipada eclipsou o comparecimento total de 2016.

A votação antecipada está quebrando recordes no país, e nacionalmente o comparecimento já ultrapassou 60% do total de 2016, de acordo com o Projeto Eleições da Universidade da Flórida. Mas o Texas é só o segundo Estado, depois do Havaí, a superar a participação total de 2016 antes do dia da eleição.

A sexta-feira é um último dia de votação antecipada em vários Estados, incluindo a Geórgia e o Arizona.

O Texas não vota em um democrata para presidente desde 1976, mas pesquisas de opinião levam a crer que o democrata Joe Biden está liderando entre os eleitores que ajudaram a estabelecer os níveis inéditos de votação antecipada. Sondagens também indicam que Biden está efetivamente empatado com o presidente republicano Donald Trump ali.

Trump adotou um tom otimista na Casa Branca nesta sexta-feira, onde se dirigiu aos repórteres antes de partir para uma viagem de campanha. "Texas – estamos indo muito bem", disse.

A equipe de Trump citou sua própria análise interna, segundo a qual o presidente tem centenas de milhares de cédulas de dianteira entre os votos antecipados.

A vice de chapa de Biden, Kamala Harris, tem uma visita programada para o Texas na terça-feira, o dia da eleição.

Fonte:
Reuters

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário