Estado da Geórgia vai recontar cédulas eleitorais manualmente

Publicado em 11/11/2020 18:21 320 exibições

LOGO REUTERS

WASHINGTON (Reuters) - A Geórgia vai recontar todas as cédulas de papel entregues na eleição presidencial de 3 de novembro nos EUA à mão, disse a principal autoridade eleitoral do Estado nesta quarta-feira, uma tarefa gigantesca que precisa ser concluída até 20 de novembro .

O democrata Joe Biden garantiu mais do que os 270 votos do Colégio Eleitoral local para conquistar a Presidência no sábado, ao vencer na Pensilvânia depois de quatro dias tensos de contagem, em meio a um aumento nas cédulas sentidas pelo devido correio à pandemia de coronavírus. Adicionar a Geórgia na lista de vitórias apenas aumentaria a vantagem de Biden.

O presidente republicano Donald Trump tem se recusado a admitir a derrota e tem dito --sem apresentar evidências-- que a votação foi marcada por fraude.

A contagem de votos na Geórgia mostrado à frente de Trump por apenas 14.101 votos em cerca de 5 milhões em todo o Estado. Com margem tão pequena, é necessária uma recontagem, disse o secretário de Estado da Geórgia, Brad Raffensperger, em entrevista coletiva.

"Você realmente tem que fazer uma recontagem manual completa de tudo porque a margem é muito próxima", afirmou Raffensperger. "Queremos começar antes que uma semana acabe."

"As pessoas farão muitas horas extras nas próximas semanas", acrescentou.

As autoridades trabalharão em pares, separando as cédulas em pilhas e contando-as sob uma vigilância de observadores de ambos os partidos políticos, disse Raffensperger. As pilhas incluirão cédulas depositadas pessoais e por correio, completou ele.

Fonte:
Reuters

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário