Para Maia, eleição municipal deu recado de que centro vem forte em 2022

Publicado em 30/11/2020 17:12 90 exibições

LOGO REUTERS

BRASÍLIA (Reuters) - O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), afirmou nesta segunda-feira que o resultado das eleições municipais deu um recado de que o centro vem forte para as eleições gerais de 2022, diante de um balanço segundo o qual partidos alinhados a ele tiveram aumento em número de prefeituras comandadas.

Em entrevista ao UOL, Maia disse que é preciso construir uma frente de centro com aqueles que queiram manter uma "relação clara" de independência com o governo, mas mantendo o diálogo.

O presidente da Câmara preferiu evitar falar em nomes do grupo para uma eventual disputa ao Palácio do Planalto, mas salientou que o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), é uma "força preferencial" pelo cargo que ocupa.

Maia tem sido um dos que trabalham para viabilizar, além de um consenso em torno de uma agenda única, um nome do grupo de partidos que passam pela centro-direita à centro-esquerda --DEM, PSDB, MDB e PDT, por exemplo-- para disputar a sucessão do Planalto contra o presidente Jair Bolsonaro, que deve concorrer à reeleição.

DEM, PSDB e MDB, de maneira geral, tiveram resultados positivos na disputa municipal.

Questionado sobre outras legendas que poderiam integrar a frente, Maia disse que partidos como o PP, o PL e PSD devem seguir "mais próximos" do projeto do presidente.

AVALIAÇÃO SOBRE BOLSONARO

O presidente da Câmara afirmou que os resultados das eleições municipais não mostram uma derrota do presidente. Segundo ele, Bolsonaro nunca teve uma base municipalista.

"Ele não foi derrotado porque ele não tinha algo construído", avaliou.

Maia afirmou que, apesar da derrota de alguns nomes apoiados pelo presidente, a eleição municipal não gera impacto de enfraquecimento e fortalecimento dele.

(Reportagem de Ricardo Brito)

Fonte:
Reuters

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário