Yellen diz que medidas urgentes são necessárias para evitar que tombo da economia se retroalimente

Publicado em 01/12/2020 16:25 43 exibições

LOGO REUTERS

Janet Yellen, indicada pelo presidente recém-eleito dos Estados Unidos, Joe Biden, para o comando do Tesouro norte-americano, afirmou nesta terça-feira que o país está enfrentando uma crise histórica em razão da pandemia e das consequências econômicas subsequentes.

"É uma tragédia norte-americana e é essencial que avancemos com urgência. A passividade produzirá uma crise que se retroalimenta, causando ainda mais devastação", disse Yellen.

Yellen falou em evento no qual Biden apresentou formalmente seus principais conselheiros de política econômica, à medida que seu governo prepara-se para assumir o poder em meio a uma recuperação econômica lenta e prejudicada pelo ressurgimento da pandemia.

Yellen, que anteriormente atuou como chair do Federal Reserve (Fed, banco central dos Estados Unidos), disse que a pandemia afetou de forma desproporcional os mais necessitados e que é essencial agir com urgência. Ela também afirmou ser fundamental garantir que a recuperação econômica inclua todos.

Yellen e outros conselheiros também expressaram apoio a estímulos vindos do governo para maximizar o emprego, reduzir a desigualdade econômica e auxiliar mulheres e minorias, que foram afetadas de forma desproporcional pela crise econômica.

Fonte:
Reuters

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário