Recuperação da manufatura na China mascara pressão sobre fábricas menores e incerteza de exportação

Publicado em 02/12/2020 08:47 23 exibições

LOGO REUTERS

A atividade industrial chinesa voltou a níveis de crescimento anteriores ao coronavírus, com pesquisas industriais atingindo máximas em vários anos em novembro, mas o tamanho das manchetes mascara as lutas das empresas menores e pressões iminentes para os exportadores.

As leituras dos Índices de Gerentes de Compras oficial e do Caixin atingiram máximas em três e dez anos, respectivamente, no mês passado, um reflexo da forte recuperação geral do setor industrial.

Dados oficiais também mostraram que os lucros industriais para grandes empresas cresceram em seu ritmo mais rápido desde 2017 em outubro.

Os setores de equipamentos, eletrônicos e produção de automóveis tiveram um desempenho particularmente bom, ajudados por subsídios estatais.

Mas, por trás dos fortes números das manchetes, muitas empresas menores, que empregam a maior parte da força de trabalho da China e são tradicionalmente o motor coletivo da indústria, ainda estão lutando, mostram dados oficiais e analistas.

"A recuperação é desigual, porque é impulsionada por investimentos e construção, e principalmente por grandes empresas", disse Dan Wang, economista-chefe do Hang Seng Bank.

"A política monetária tem estado apertada desde junho, então as pequenas empresas enfrentam uma escassez generalizada de liquidez."

Dados oficiais mostram que a recuperação da atividade industrial para empresas menores ficou bem atrás das maiores desde que o coronavírus paralisou a atividade industrial mais cedo neste ano.

A atividade manufatureira das pequenas empresas só acelerou em dois dos últimos seis meses, e em um ritmo muito mais lento do que o das grandes.

Fonte:
Reuters

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário