36% acham que a vida vai melhorar, mostra PoderData; 20% afirmam que vai piorar e 35% "vai se manter igual”

Publicado em 24/01/2021 14:36 231 exibições
no Poder360

Pesquisa PoderData mostra que ao menos 36% dos brasileiros têm boa expectativa para o ano de 2021, afirmando que suas vidas devem “melhorar” nos próximos 6 meses.

Outros 35% disseram que ela deve “se manter do mesmo jeito”, enquanto 20% afirmaram que a vida deve “piorar”.

A pesquisa foi realizada pelo PoderData, divisão de estudos estatísticos do Poder360. A divulgação do levantamento é feita em parceria editorial com o Grupo Bandeirantes.

Os dados foram coletados de 18 a 20 de janeiro de 2021, por meio de ligações para celulares e telefones fixos. Foram 2.500 entrevistas em 544 municípios, nas 27 unidades da Federação. A margem de erro é de 2 pontos percentuais. Saiba mais sobre a metodologia lendo este texto.

Para chegar a 2.500 entrevistas que preencham proporcionalmente (conforme aparecem na sociedade) os grupos por sexo, idade, renda, escolaridade e localização geográfica, o PoderData faz dezenas de milhares de telefonemas. Muitas vezes, mais de 100 mil ligações até que sejam encontrados os entrevistados que representem de forma fiel o conjunto da população.

HIGHLIGHTS DEMOGRÁFICOS

A pesquisa traz um recorte por sexo, idade, região, escolaridade e renda. Confira os destaques:

Os que estão mais positivos com o futuro:

  • os homens (44%);

  • os moradores da região Sul e da região Norte (ambos com 43%);

Os que mais acham que a vida vai se manter do mesmo jeito:

  • os que têm mais de 60 anos (48%);

  • os que têm de 16 a 24 anos e os moradores da região Sul (ambos com 46%).

Os que estão mais pessimistas com o futuro:

  • os moradores da região Centro-Oeste e os que estudaram até o ensino superior (ambos com 27%);

  • os que estudaram até o ensino fundamental e os que moram na região Nordeste (ambos com 25%).

PODERDATA

Leia mais sobre a pesquisa PoderData:

O conteúdo do PoderData pode ser lido nas redes sociais, onde são compartilhados os infográficos e as notícias. Siga os perfis da divisão de pesquisas do Poder360 no Twitter, no Facebook, no Instagram e no LinkedIn.

Informações deste post foram publicadas antes pelo Drive, com exclusividade. A newsletter é produzida para assinantes pela equipe de jornalistas do Poder360. Conheça mais o Drive aqui e saiba como receber com antecedência todas as principais informações do poder e da política. (Poder360). 

Em Brasília, Bolsonaro passeia de moto e ignora perguntas sobre protestos

Também não comentou eleição da Câmara; Fez passeio um dia depois de carreata contra.

O presidente Jair Bolsonaro durante passeio de moto neste domingo (24.jan) 

O presidente Jair Bolsonaro saiu no Palácio do Alvorada, onde reside em Brasília (DF), para passear de moto neste domingo (24.jan.2021). Ele parou em frente ao Ibama (Instituto Brasileiro de no Distrito Federal, olhou a paisagem perto do ponto norte do Lago Paranoá e parou em uma barraca de venda de frutas.

Na volta, ainda cumprimentou apoiadores sem sair da moto em frente à catedral de Brasília. A saída do presidente não contou com o comboio tradicional, com diversos carros e uma ambulância.

Dessa vez, Bolsonaro seguiu apenas com duas motos com seguranças. Um carro com mais seguranças se aproximou do grupo já perto do fim do passeio. A ambulância, que tradicionalmente acompanha as movimentações, não participou do passeio.ail

O mandatário não respondeu a perguntas dos jornalistas e, mais de uma vez, seus seguranças, em duas motos, tentaram despistar a imprensa que acompanhava a movimentação.

Assista ao momento (1min18s):

Ele foi questionado sobre protestos pedindo seu impeachment realizados neste sábado (23.jan) e sobre as eleições na Câmara dos Deputados. No pleito, ele é a favor do deputado Arthur Lira (PP-AL). Assista:

Em Brasília, o movimento levou cerca de 500 carros às ruas para um protesto pacífico segundo a Polícia Militar do Distrito Federal. O senador Humberto Costa (PT-PE) disse ao Poder360 que foi uma forma que a população contrária ao governo encontrou de se manifestar contra o que chamou de “gestão pária e decadente”.

Pelo menos 21 capitais brasileiras e o Distrito Federal tiveram protestos marcados contra o presidente Jair Bolsonaro neste sábado (23.jan). As carreatas e atos pediram o impeachment do chefe de Estado, criticam sua atuação no combate à pandemia e a volta do auxílio emergencial.

Os movimentos de esquerda Frentes Brasil Popular e Povo sem Medo, com apoio da CUT (Central Única dos Trabalhadores), convocaram manifestações para este sábado (23.jan.2021) em 45 cidades.

Fonte:
Poder360

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

1 comentário

  • Elton Szweryda Santos Paulinia - SP

    Sou positivista sempre, me incluo nos que acham 2021 será melhor, mas nao fico esperando, vamos à luta e com inteligencia. Já os de esquerda, os vermelhos, que estao roxos de desesperança para suas ideias malucas do passado e antológicas no presente, com certeza fazem parte dos que esperam piora em 2021..., e eu diria pra sempre, porque nao voltam mais a nos perturbar.

    2