BRF aparece entre maiores perdas do Ibovespa após BTG cortar recomendação para 'venda'

Publicado em 28/06/2021 11:28 70 exibições

LOGO REUTERS

 As ações da BRF figuravam entre os destaques negativos do Ibovespa nesta segunda-feira, após o BTG Pactual, cortar a recomendação para os papéis para 'venda', embora tenha elevado o preço-alvo de 23 para 25 reais.

Às 11:09, BRF ON cedia 1,93%, a 27,93 reais, pior desempenho do Ibovespa, que subia 0,05%.

"Uma maior exposição ao mercado doméstico brasileiro significa um desempenho comercial mais desafiador em termos de volume e mix", afirmaram os analistas Thiago Duarte e Henrique Brustolin em relatório sobre o setor de proteínas.

Eles também citaram que a companhia apresenta comparativos difíceis do ano passado, quando o consumo doméstico e a renda disponível mais alta impulsionaram o desempenho das principais categorias de produtos processados (FPP).

"A competição também parece improvável de ficar mais fácil, e o modelo de produção verticalmente integrado significa que o repasse de custos pode demorar mais, com espaço limitado para ajustar a produção dada a pressão a montante sobre os volumes, o que poderia atrasar o processo de recuperação de margem."

A equipe do BTG ainda afirmou que os spreads de aves e suínos estão atualmente perto de suas mínimas históricas, o que prejudica as perspectivas de um impulso mais forte nos lucros da BRF em breve.

Os analistas também consideram que o preço das ações está altamente distorcido pelas recentes mudanças na base de acionistas.

"Agora que as ações permaneceram em bases mais elevadas por algumas semanas, estimamos que, se a oferta pública fosse acionada, o preço hoje seria em torno de 37,6 reais, considerando a média dos últimos 30 dias, ou 32% acima dos preços atuais."

Eles, porém veem uma probabilidade baixa de isso acontecer.

No mesmo relatório, o BTG reiterou recomendação de compra a JBS, com preço-alvo de 45 reais (de 36 reais antes) e neutra para Marfrig <MRFG3.SA, com preço-alvo de 21 reais (de 16 reais antes) e cortou a recomendação de Minerva para neutra, com preço-alvo de 12 reais (de 17 reais antes).

Fonte:
Reuters

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário