Ações da China têm queda com temores sobre setor imobiliário e Covid-19

Publicado em 14/01/2022 07:48 e atualizado em 14/01/2022 08:49 26 exibições

Logotipo Reuters

XANGAI (Reuters) - As ações da China fecharam em baixa nesta sexta-feira, com problemas no setor imobiliário continuando a pesar sobre o sentimento de investidores, enquanto os recentes surtos de Covid-19 no país aumentaram as preocupações sobre o efeito da pandemia na economia.

O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, recuou 0,8%, enquanto o índice de Xangai teve queda de 1%. Na semana, os índices perderam 2% e 1,6%, respectivamente.

As exportações e importações da China cresceram mais lentamente em dezembro, mas as exportações ficaram um pouco acima das expectativas devido à contínua demanda global sólida.

Conforme o país enfrenta seus mais recentes surtos locais de Covid-19, o centro financeiro de Xangai suspendeu algumas atividades turísticas. O subíndice de turismo fechou em queda de 2,1%.

"Os recentes surtos de Covid-19 em algumas grandes cidades estão aumentando a pressão sobre uma economia já em desaceleração", disse o HSBC em nota.

. Em TÓQUIO, o índice Nikkei recuou 1,28%, a 28.124 pontos.

. Em HONG KONG, o índice HANG SENG caiu 0,19%, a 24.383 pontos.

. Em XANGAI, o índice SSEC perdeu 0,96%, a 3.521 pontos.

. O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em XANGAI e SHENZHEN, retrocedeu 0,82%, a 4.726 pontos.

. Em SEUL, o índice KOSPI teve desvalorização de 1,36%, a 2.921 pontos.

. Em TAIWAN, o índice TAIEX registrou baixa de 0,18%, a 18.403 pontos.

. Em CINGAPURA, o índice STRAITS TIMES valorizou-se 0,76%, a 3.281 pontos.

. Em SYDNEY o índice S&P/ASX 200 recuou 1,08%, a 7.393 pontos.

Fonte:
Reuters

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário