EUA pedem que países os procurem se tiverem problemas com exportações de comida e fertilizantes da Rússia

Publicado em 23/06/2022 08:27

Logotipo Reuters

Por Michelle Nichols

NOVA YORK (Reuters) - Países devem pedir ajuda dos Estados Unidos se tiverem algum problema para importar comida e fertilizantes da Rússia, afirmou uma autoridade dos EUA nesta quarta-feira, sublinhando que esses itens não estão sob as sanções norte-americanas impostas contra Moscou por causa da guerra na Ucrânia.

“Nada está impedindo a Rússia de exportar seus grãos e fertilizantes, exceto suas próprias políticas e ações”, disse o secretário-assistente de Assuntos Comerciais e Econômicos do Departamento de Estado dos EUA, Ramin Toloui.

Mas ele acrescentou que havia preocupações com o “chamado excesso de cumprimento de sanções”. Washington aplicou uma ampla gama de sanções desde que a Rússia invadiu a sua vizinha Ucrânia em 24 de fevereiro.

Facilitar as exportações de alimentos e grãos da Rússia é uma parte importante das tentativas da ONU e de autoridades turcas de fechar um acordo com Moscou que permitiria embarques de grãos ucranianos do porto de Odessa no Mar Negro.

Uma reunião entre Rússia, Ucrânia, Turquia e autoridades da ONU provavelmente será realizada em Istambul nas próximas semanas, segundo fontes no gabinete da presidência da Turquia disseram nesta terça-feira.

A invasão da Rússia à Ucrânia gerou uma crise global de alimentos. Rússia e Ucrânia representam quase uma terço dos fornecimentos globais de trigo. A Rússia é também uma exportadora-chave de fertilizantes, e a Ucrânia, de milho e óleo de girassol.

(Reportagem de Michelle Nichols e Kanishka Singh)

Fonte:
Reuters

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário