Bovespa mantém recuperação, com forte giro de negócios

Publicado em 10/03/2010 16:38 449 exibições

A Bovespa (Bolsa de Valores de São Paulo) permanece em seu maior nível de preços desde janeiro. O giro de negócios continua acima da média, e analistas destacam a presença de capital estrangeiro como uma das forças que impulsionam o mercado brasileiro, hoje "descolado" das Bolsas americanas.

O Ibovespa, índice que reflete os preços das ações mais negociadas, sobe 0,66%, aos 70.033 pontos. O giro financeiro é de R$ 5,44 bilhões, bem acima da média para o horário. Nos EUA, a Bolsa de Nova York tem leve alta de 0,03%.

O dólar comercial é vendido por R$ 1,774, em um decréscimo de 0,44%. A taxa de risco-país marca 184 pontos, número 1,60% abaixo da pontuação anterior.

Entre as primeiras notícias do dia, o Departamento de Comércio dos EUA informou que o volume de estoques do setor atacadista caiu 0,2% em janeiro, após uma queda de 1% em dezembro. As vendas desse segmento, no entanto, aumentaram 1,3% no primeiro mês do ano, o melhor desempenho desde novembro de 2009 (3,6%).

Na Europa, o Escritório Federal de Estatísticas alemão registrou queda no superavit comercial (exportações menos importações) em janeiro, na comparação com dezembro. O volume exportado sofreu a primeira contração desde agosto de 2009. E no Reino Unido, a produção industrial local teve queda de 0,4% em janeiro, um desempenho pior do que o esperado pelo mercado.

A China informou um superavit comercial de US$ 7,61 bilhões em fevereiro, os US$ 4,84 bilhões registrados no mesmo mês de 2009. O bom desempenho foi puxado pelo incremento das exportações, que aumentaram 45,7% sobre o fevereiro do ano passado.

No front doméstico, o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) apontou crescimento da produção industrial em 13 das 14 regiões pesquisadas em janeiro, na comparação com dezembro. Na média nacional, a indústria apresentou avanço de 1,1% na mesma base de comparação.

A FGV (Fundação Getulio Vargas) apontou inflação de 0,95% no início de março, pela leitura do IGP-M, em sua primeira estimativa do mês. Um mês antes, o mesmo índice teve variação de 0,98%. Nesta semana, todos os índices de preços já divulgados mostraram aceleração dos preços.

Fonte:
Folha Online

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário