Bovespa valoriza 0,80%, puxada por Vale; dólar marca R$ 1,77

Publicado em 08/04/2010 16:17 378 exibições

O mercado brasileiro de ações ainda sustenta a recuperação vista no final da manhã desta quinta-feira. As ações da mineradora puxam a alta da Bovespa (Bolsa de Valores de São Paulo). As Bolsas americanas inverteram a tendência e já valorizam, após a reação negativa dos investidores aos números mais recentes sobre o desemprego nos EUA.

O Ibovespa, índice que reflete os preços das ações mais negociadas, avança 0,80%, aos 71.356 pontos. O giro financeiro é de R$ 3,76 bilhões. Nos EUA, a Bolsa de Nova York sobe 0,31%.

De longe o papel mais negociado da Bolsa, com um volume de R$ 521 milhões, a ação preferencial da Vale tem ganhos de 0,89%. Os investidores têm procurado esse papel nas últimas semanas por conta dos reajustes no preço do minério de ferro na praça internacional.

O dólar comercial é vendido por R$ 1,777, em leve queda de 0,05%. A taxa de risco-país marca 176 pontos, número 2,92% acima da pontuação anterior.

Entre as principais notícias do dia, o governo dos EUA revelou um aumento na demanda pelos benefícios do auxílio-desemprego, um importante termômetro do mercado de trabalho local. Até a semana, foi contabilizado um montante de 460 mil solicitações iniciais. Economistas do setor financeiro projetavam uma cifra em torno de 435 mil.

O Banco Central Europeu manteve a taxa de juros básica para a região em 1%, a menor em toda a série histórica, pelo 11º mês consecutivo. Ainda na Europa, as vendas do setor varejista contraíram 0,6% em fevereiro, um resultado pior do que o esperado por economistas do mercado, que calculavam um recuo de 0,1%.

No front doméstico, o IBGE apontou inflação de 0,52% em março ante 0,78% em fevereiro, pela leitura do IPCA, o índice oficial para o regime de metas. A FGV também detectou uma desaceleração no reajuste dos preços: o IGP-DI teve variação de 0,63% em março ante 1,09% no mês anterior.

Fonte:
Folha Online

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário