País ganhou R$ 115 bi desde 2006 com alta no preço de exportações

Publicado em 23/08/2010 09:52 220 exibições
Benefício equivale a dez vezes o orçamento do Bolsa Família; alta do real e mudança na economia mundial possibilitaram ganhos
A elevação nos preços dos produtos exportados pelo Brasil bem acima dos preços das importações gerou ganhos ao País US$ 57,9 bilhões (o equivalente a R$ 115,2 bilhões) entre janeiro de 2006 e junho de 2010, segundo estudo elaborado pelo Departamento de Pesquisa e Estudos Econômicos do Bradesco (Depec).

Esse montante equivale a cerca de dez vezes o tamanho do programa Bolsa Família, do Governo Federal, e representa aproximadamente 28% de todo o crescimento das reservas internacionais acumuladas pelo Brasil desde 2006 até o primeiro semestre deste ano.

Entre janeiro de 2006 e junho de 2010, o preço das exportações totais do País teve uma alta de 54,3%, enquanto as importações apresentaram uma elevação de 28,4%. Entre os segmentos da pauta de exportação, o de produtos básicos acumula valorização de preço no período, com alta de 68,9%, beneficiado pelos elevados reajustes do minério de ferro. Já com as importações, as maiores elevações de preços foram registradas no segmento de combustíveis e derivados, com alta de 52,9%, e no de bens de consumo não duráveis, que apresentou elevação de 50,3% no período.

De acordo com o estudo do Depec, esse ganho acumulado em quatro anos e meio, equivalente a 4,3% do Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil, foi possível, principalmente, pelo atual perfil da economia mundial. “O crescimento robusto das economias emergentes tem sustentado os preços das exportações brasileiras. Já as economias desenvolvidas estão com elevada capacidade ociosa e dificuldade de ampliar as margens, com reflexo em preços deprimidos nas importações destinadas ao Brasil”, cita o relatório.

Fonte:
Último Segundo

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário