Economia dos EUA é fonte de preocupação, diz BC

Publicado em 30/09/2010 13:40
268 exibições
As perspectivas de recuperação nas principais economias maduras não vêm se concretizando no ritmo esperado nos primeiros meses do ano, sendo a economia dos Estados Unidos da América (EUA) uma das "maiores fontes de preocupação", avaliou o Banco Central nesta quinta-feira (30), por meio do relatório de inflação do terceiro trimestre.

 "Nesse ambiente, os mercados financeiros experimentaram acentuada volatilidade [forte variação de ativos] no decorrer do trimestre encerrado em agosto, ressaltando-se o impacto, no último mês do período, do aumento do sentimento de aversão ao risco provocado pela percepção de que o ritmo da retomada econômica mundial pode não ocorrer nos termos de projeções anteriores", informou o BC.

Para o diretor de Política Econômica da instituição, Carlos Hamilton Araújo, há uma preocupação de muitos analistas com um suposto "duplo mergulho" da economia mundial, ou seja, de uma nova piora após a crise financeira internacional, ou de que a economia global passe dois a três anos com taxas de crescimento "muito baixas". "Em um cenário ou outro, não é auspicioso", declarou ele.

As economias emergentes, segundo informou a autoridade monetária no relatório de inflação, seguem registrando ritmo de crescimento mais intenso do que as maduras, com base na sustentação proporcionada pelo fortalecimento de suas demandas domésticas (consumo das famílias).

"Persistem, contudo, preocupações em relação ao desempenho da economia chinesa. Além disso, a retomada da economia norte-americana vem ocorrendo em ritmo menos intenso do que o desenhado anteriormente, contribuindo para os aumentos da volatilidade nos mercados financeiros e do sentimento de aversão ao risco", acrescentou a instituição.
Fonte: G1.com

Nenhum comentário