Bovespa mantém alta moderada; dólar vale R$ 1,70

Publicado em 03/11/2010 15:49
220 exibições

A Bovespa (Bolsa de Valores de São Paulo) mantém o ritmo modesto de ganhos na rodada de negócios desta quarta-feira, há poucos minutos do aguardado anúncio do Federal Reserve (banco central dos EUA) sobre o "quantitative easing", a nova rodada de estímulos à economia americana, um evento aguardado há semanas por investidores e analistas. As estimativas apontam para uma quantia entre US$ 1 trilhão e US$ 500 bilhões.

O índice Ibovespa, que reflete os preços das ações mais negociadas, tem alta de 0,33%, aos 71.797 pontos. O giro financeiro é de R$ 4,2 bilhões. Nos EUA, o índice Dow Jones, da Bolsa de Nova York, cede 0,26%.

O dólar comercial é cotado por R$ 1,702, em baixa de 0,35%. A taxa de risco-país marca 180 pontos, número 3,44% acima da pontuação anterior.

ECONOMIA MUNDIAL

Entre as primeiras notícias do dia, o relatório da consultoria ADP apontou a criação de 43 mil vagas no mercado de trabalho privado nos EUA (já descontadas as demissões). O saldo é bem superior às expectativas do setor financeiro --o consenso entre economistas estava em torno de 20 mil postos criados.

Ainda nos EUA, o Departamento de Comércio informou que os pedidos à indústria aumentaram 2,1%, para US$ 420 bilhões no mês de setembro. A alta surpreendeu positivamente os analistas do mercado financeiro que esperavam elevação menor, de 1,2%.

A sondagem da entidade ISM (Instituto de Gestão de Fornecimento, na sigla em inglês) indicou uma expansão do nível de atividade do setor de serviços desse país. O ISM Service apontou que o setor passou de 53,2 em setembro para 54,3 de outubro.Economistas do setor financeiro estimavam uma leitura de 53,5 pontos para o período.

E o Banco Mundial elevou seus prognósticos para a economia chinesa, tanto para 2010 quanto para 2011. O organismo internacional estima um crescimento de 10% neste ano (ante projeção anterior de 9,5%) e de 8,7% para o ano que vem, em vez de 8,5%, como anteriormente divulgado.

Outro organismo internacional, a OCDE, alertou para a desaceleração do ritmo de recuperação da economia mundial. "A recuperação mundial continua sendo frágil, apesar de globalmente estar encaminhada", afirmou a entidade, em documento divulgado hoje.

BRASIL

O Ministério do Desenvolvimento reportou que a balança comercial encerrou o mês de outubro com um superavit de US$ 1,854 bilhão, saldo 78% inferior ao desempenho registrado em setembro. Em comparação com outubro do ano passado, representa um crescimento de 48%. No acumulado do ano, a balança comercial acumula superavit de US$ 14,627 bilhões.

EMPRESAS

A fabricante de bebidas Ambev registrou lucro líquido R$ 1,81 bilhão, 47,5% acima do valor registrado no mesmo período de 2009, quando a companhia obteve R$ 1,23 bilhão.

E o Itaú Unibanco, maior banco privado brasileiro, fechou o terceiro trimestre com lucro líquido de R$ 3 bilhões, o que representa uma queda de 4,1% em relação ao resultado apurado no trimestre anterior, quando registrou lucro de R$ 3,2 bilhões. Em relação ao mesmo trimestre de 2009, o lucro da instituição apresentou alta de 33,7%.

Fonte: Folha Online

Nenhum comentário