Desemprego nos EUA continua em 9,6%

Publicado em 05/11/2010 10:50
432 exibições
A taxa de desemprego nos Estados Unidos permaneceu em 9,6% no mês de outubro, segundo os números oficiais divulgados nesta sexta-feira pelo Departamento do Trabalho norte-americano. Foram abertos 151 mil postos de trabalho, melhora em relação ao mês de setembro, quando foram fechadas 41 mil vagas (dado revisado).

A criação das vagas surpreendeu positivamento o mercado que apontava para criação de apenas 60 mil. No entanto, mesmo com a melhora, o índice de desempregados no país não mudou e 14,8 milhões de norte-americanos continuam desocupados.

A abertura das 151 mil vagas ocorreu com a criação de 159 mil empregos no setor privado, o que diminui o impacto da demissão de 8 mil funcionários públicos, segundo o Departamento de Trabalho.

A média de horas trabalhadas no país subiu 0,1% para 34,3 horas por semana. Enquanto a remuneração média cresceu US$ 0,05, para US$ 22,73, por hora trabalhada. Nos últimos 12 meses, a remuneração subiu 1,7%. Em outubro, o setor privado também teve aumento de US$ 0,07 na remuneração para US$ 19,17, por hora.

SETOR PRIVADO

Na quarta-feira (3), foi divulgado que o setor privado ganhou 43 mil vagas no mercado de trabalho de agosto para setembro deste ano, segundo o relatório da consultoria de recursos humanos ADP. O número surpreendeu positivamente o mercado, que estimava a abertura de 20 mil vagas e que reportou a perda de 37 mil vagas (dado revisado) no mês anterior.

De acordo com o relatório da consultoria, o setor de serviços cresce pelo nono mês consecutivo, com incremento de 77 mil vagas. No entanto, destaca a ADP, este aumento não foi suficiente para compensar o declínio do emprego no setor de bens de produção, que fechou 34 mil postos.

A consultoria também analisa que devido ao modesto crescimento de 1,7% do PIB (Produto Interno Bruto) no segundo trimestre "não será surpresa ver vários meses de crescimento do emprego letárgico, mesmo se a recuperação da economia ganhar impulso".
Fonte: Folha Online

Nenhum comentário