Indefinição no Banco Central leva a alta nos juros

Publicado em 23/11/2010 08:11 168 exibições
Inseguro com a condução da política econômica no governo de Dilma Rousseff, o mercado financeiro abandonou o estado de calmaria visto durante a campanha eleitoral.

Os juros dos contratos negociados no mercado futuro dispararam nos últimos dias, informa a reportagem de Érica Fraga publicada na Folha nesta terça-feira (íntegra somente para assinantes do jornal e do UOL).

Os contratos com vencimento em janeiro de 2013 subiram de 12,16% na sexta-feira passada para 12,35% ontem. Já os juros projetados para janeiro de 2017 passaram de 12,06% para 12,37%.

Essas foram as altas mais fortes em apenas um dia registradas em 2010.

No dia seguinte à vitória de Dilma, o mercado projetava juros mais baixos de 11,78% e 11,63% para o início de 2013 e 2017, respectivamente.

A recente alta nos juros futuros significa que investidores estão pedindo um prêmio mais alto para carregar papéis da dívida pública.

Prêmio mais alto reflete percepção de maior risco em relação a determinados aspectos da economia.

O mercado brasileiro parece apostar em chance crescente de que a nova administração consolide a tendência recente de política fiscal expansionista e seja mais leniente no combate à inflação do que foram o governo Lula e seu antecessor.

Fonte:
Folha Online

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário