MT: Contratações do crédito rural avançam 475% na última década

Publicado em 17/02/2011 09:25 223 exibições

Os créditos rurais aplicados em Mato Grosso registraram uma evolução de 475% na última década. O volume de R$ 4,949 bilhões empregado na agricultura e pecuária em 2010 corresponde a 54,003 mil contratos realizados para aquisição de crédito oficial, ou seja, liberado por instituições financeiras nacionais. Dez anos antes foram investidos R$ 860,713 milhões em custeio, investimento e comercialização.

Apesar do crescimento do montante aplicado, R$ 4,949 bilhões não são suficientes para financiar os produtores. Segundo o diretor da Associação dos Produtores de Soja de Milho de Mato Grosso (Aprosoja), Carlos Henrique Fávaro, o valor corresponde a um terço do total que a agricultura necessita para uma safra. "Atualmente é preciso em torno de R$ 12 bilhões para financiar a produção. O financiamento foi privatizado e as multinacionais e traddings são as responsáveis por injetar capital na lavoura".

O gerente de Operações do Agronegócio do Banco do Brasil, Anderson Torquato, revela que na safra 2009/2010 a instituição foi responsável por emprestar R$ 2,139 bilhões aos produtores mato-grossenses. O gerente que informa o crédito para o custeio da temporada 2011/2012 já está disponível para contratação e que a antecipação é para casar com a necessidade do produtor. "As compras de insumos começaram e temos que ofertar o capital agora, não em setembro, quando os produtos já tiverem adquirido recursos".

Carlos Fávaro critica a metodologia do país, que tem a maioria dos financiamentos proveniente de empresas porque os juros cobrados são praticamente o dobro. "O crédito oficial cobra 6,75% ao ano, em média. As multinacionais e traddings possuem uma taxa de 1,11% a 1,30% ao mês, que no final de um ano chega a 13%".

Com relação ao aumento do volume emprestado, Torquato explica que é consequência do crescimento do Estado, que ampliou a produtividade e assim teve um melhor aproveitamento de área. "Há mais operadoras de crédito e dinheiro disponível justamente para atender a necessidade do produtor".

Dos R$ 4,949 bilhões aplicados em Mato Grosso, 58% foram para o financiamento da agricultura, que emprestou R$ 2,897 bilhões. A pecuária contratou R$ 1,765 bilhão e a agricultura familiar R$ 4,662 milhões, representando 5% do total liberado.

 

Fonte:
A Gazeta

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário