Exportação bimestral do agronegócio mineiro bate recorde

Publicado em 15/03/2011 14:10 220 exibições
Café também registra superação e frango lidera grupo de carnes

A receita das exportações do agronegócio mineiro, no primeiro bimestre de 2011, foi da ordem de US$ 1,3 bilhão, superando em 40,38% a marca recorde registrada nos dois primeiros meses do ano passado. Os dados são do Ministério de Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC ).  De acordo com o secretário de Agricultura, Pecuária e Abastecimento de Minas Gerais, Elmiro Nascimento, a cifra movimentada pelos produtos da agricultura e pecuária de Minas no exterior, durante o período do ano, equivale a 23,54% do valor das exportações totais do Estado. 
No acumulado janeiro/fevereiro, a comercialização do café, líder das exportações do agronegócio estadual (e o segundo no quadro das exportações de Minas, atrás do minério de ferro), resultou em US$ 828,5 milhões, um novo recorde. “O novo valor registrado é 63,5% superior à receita das vendas externas do café de Minas no acumulado janeiro/fevereiro de 2010”, explica o secretário.
Além, do aumento dos embarques do café, em cerca de 11,5% no primeiro bimestre deste ano, houve também uma melhoria da cotação do produto no exterior. O preço médio no período foi de US$ 3,8 mil a tonelada, uma alta de 46,64% na comparação com o acumulado janeiro/fevereiro de 2010.   
O superintendente de Política e Economia Agrícola da Secretaria, João Ricardo Albanez, destaca a previsão de crescimento das exportações do milho por Minas Gerais. “O registro de vendas da ordem de US$ 30,2 milhões, em janeiro e fevereiro de 2011, representa aumento de quase dez vezes na receita em relação ao mesmo período do ano passado”, assinala. Uma das explicações para o aumento das exportações é a perspectiva de uma queda de 16% dos estoques internacionais do grão, atualmente da ordem de 145,2 milhões de toneladas. Outro fator é o aumento do consumo de milho nos Estados Unidos para a produção de etanol.
A estimativa da Companhia Brasileira de Abastecimento (Conab) para 2011 é de uma exportação de 9,5 milhões de toneladas de milho pelo país, observa ainda Albanez. Esse volume  equivale a 17,3% da produção brasileira.
Carnes e madeiras
No grupo das carnes, a exportação de frango teve destaque com uma receita de US$ 53,2 milhões, cerca de 83% maior que a do primeiro bimestre do ano passado. De acordo com o superintendente, esse resultado foi favorecido principalmente pelo aumento dos embarques neste ano, que alcançaram 29,8 mil toneladas, volume cerca de 51% maior que o do período anterior.
Já a exportação de carne bovina movimentou no primeiro bimestre deste ano a soma de US$ 51,6 milhões, valor 30,3% superior ao registrado nos dois primeiros meses de 2010.
Madeiras e derivados também alcançaram resultados positivos na comercialização internacional, com uma receita de US$ 115,4 milhões ou aumento de 10,2%.
Dos 129 países de destino das vendas do agronegócio mineiro destacaram-se: Alemanha, Estados Unidos, Itália e Japão, com parcelas de 15,2%, 14,5%, 8% e 7,2%, respectivamente, das exportações do Estado. Todos esses países registraram aumento nas compras dos produtos mineiros no primeiro bimestre deste ano em relação ao mesmo período de 2010.  


 

Fonte:
Secr. de Agr. de MG

0 comentário