Grito da Terra: Agricultores familiares pedem rapidez na aprovação do novo Código

Publicado em 18/05/2011 09:18 291 exibições
Agricultores familiares vindos de todo o país fizeram uma passeata nesta terça, dia 17, em Brasília. A mobilização faz parte da 17ª edição do Grito da Terra, evento em que os trabalhadores reivindicam melhorias para o campo. Os produtores também pediram agilidade na aprovação do novo Código Florestal.

Duas faixas da Esplanada dos Ministérios foram tomadas por sete mil trabalhadores do campo, que vieram a Brasília, para participar do tradicional evento de reivindicação da agricultura familiar. O Grito da Terra tem uma pauta de 195 itens que vão desde a proposta de erradicação da pobreza no campo até o pedido de assentamento de 20 mil famílias e de recursos da ordem de R$ 26 bilhões para crédito e assistência técnica.

– Esse evento marca o encerramento do Grito da Terra foram 15 dias com mais de 40 reuniões envolvendo 16 ministérios – relata Alberto Broch, presidente da Contag.

Para quem encarou um dia e meio de viagem e no passado morou um ano debaixo de lona, vir a Brasília reivindicar melhorias vale a pena.

– Valeu sim, para mim.Foi bom porque hoje eu posso ter o meu próprio sustento. A família há mais de três anos não compra um quilo de farinha porque eu tiro do nosso próprio consumo. Do nosso próprio trabalho – conta a agricultora de Santa Bárbara-PA, Maria José Sales.

A mobilização vai continuar nesta quarta, dia 18. Os trabalhadores farão manifestação em frente ao Ministério do Desenvolvimento Agrário e à tarde, a expectativa é que um grupo seja recebido pela presidente Dilma Rousseff.

Fonte:
Canal Rural

0 comentário