Ministério da Integração Nacional anuncia investimento de R$ 1 bilhão para agricultura na Bahia

Publicado em 28/07/2011 11:29 238 exibições
Uma das grandes vocações agrícolas da Bahia, a fruticultura coloca o Estado como o segundo do país na produção e exportação de frutas frescas. Com superfície cultivada de 335 mil hectares, sendo 109 mil irrigados, o segmento produziu 5,11 milhões de toneladas em 2010, gerando Valor Bruto de Produção (VBP) de R$ 3,06 bilhões.

Para intensificar ainda mais esta atividade econômica, o ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra, anunciou, nessa quarta, dia 27, na abertura da 22ª Feira Nacional da Agricultura Irrigada (Fenagri), em Juazeiro (BA), investimento de cerca de R$ 1 bilhão para a agricultura irrigada da Bahia até 2014.

Ele e o governador do Estado Jaques Wagner assinaram ainda um contrato para investimento no projeto Salitre, destinado à formação de culturas, como goiaba, manga e acerola, para obras de infraestrutura e implantação de sistema de irrigação. A feira continua até o próximo sábado, dia 30, no campus da Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf). Também participou do evento o ministro do Desenvolvimento Agrário, Afonso Florence.

Na Fenagri, a Bahia e Pernambuco firmaram o Pacto pela Agropecuária do Vale do São Francisco, que visa unificar ações dos dois Estados para estimular a produção da agropecuária, principalmente da fruticultura irrigada dos municípios da região. De acordo com o secretário da Agricultura do Estado, Eduardo Salles, com o pacto será criada uma área de proteção fitossanitária para o combate às pragas na lavoura.

Emprego e renda

Grande parte da produção de frutas e legumes do Vale do São Francisco é destinada à exportação, abastecendo os mercados dos Estados Unidos, Europa e Japão. O destaque da região fica por conta do polo Juazeiro/Petrolina, que movimenta anualmente 500 milhões de dólares no mercado interno e 300 milhões de dólares no externo.

Por todos esses resultados, a agricultura irrigada é considerada o segmento que mais emprega no interior do Estado, envolvendo cerca de um milhão de pessoas.

– Essa é uma região que prospera muito. Aqui, há cinco empregos por hectares, demonstrando que a fruticultura gera riqueza e renda. Por isso, sempre estamos apoiando a agropecuária, sobretudo, os pequenos produtores – afirmou o governador Jaques Wagner.

O presidente da Associação dos Pequenos Agricultores e Apicultores, Antonio Borges Barreto, acredita que o desenvolvimento da agricultura familiar, por meio dos incentivos oferecidos pelos governos estadual e federal, tem ajudado o homem do campo a permanecer em seu local de origem. De acordo com ele, muitas associações e cooperativas surgiram após os créditos disponibilizados aos pequenos agricultores.

Fonte:
Governo do Estado da Bahia

0 comentário