Bolsas europeias passam por correção na expectativa do Fed

Publicado em 22/08/2011 15:21 158 exibições
A segunda-feira foi de correção nas bolsas europeias, após nova rodada de perdas registrada na semana passada. Os investidores iniciaram a semana animados com o encontro anual do Federal Reserve (Fed, o banco central americano) e com o desenrolar da crise política na Líbia.

O mercado trabalha com a expectativa de que o presidente do Fed, Ben Bernanke anuncie, ou ao menos sinalize, algum novo estímulo à economia em seu discurso em Jackson Hole, na sexta-feira.

O índice de atividade do Fed de Chicago, divulgado nesta manhã, também colaborou para o clima de otimismo. O indicador saiu de -0,38 em junho para -0,06 em julho, apontando menor risco de recessão.

Entre as principais bolsas da região, o índice FTSE 100, de Londres, subiu 1,08%, para 5.095 pontos; em Paris, o CAC 40 ganhou 1,14%, para 3.051 pontos; em Frankfurt, o DAX fechou em leve baixa de 0,11%, aos 5.474 pontos; e em Milão, o índice FTSE MIB registrou ganho de 1,78%, para 14.862 pontos.

As ações de empresas de petróleo com exposição à Líbia foram destaque de alta hoje. A italiana Eni avançou 6,3%, a espanhola Repsol teve alta de 3% e austríaca OMV ganhou 5,1%.

O avanço das tropas rebeldes sobre a capital Trípoli sinaliza que o governo do ditador Muammar Gaddafi pode cair a qualquer momento. A troca de poder deve colocar a Líbia de volta no mapa d e produção de petróleo, que reage em baixa às notícias sobre a tomada de Trípoli.

Na ponta negativa do mercado figuraram novamente o setor bancário. Credit Agricole perdeu 1,6%, e RBS caiu 5,3%. As ações da montadora BMW caíram 5%.

Fonte:
Valor Econômico

0 comentário