Efeitos da crise global no Brasil devem ser menos agudos que os da iniciada em 2008, diz BC

Publicado em 08/09/2011 11:03 290 exibições
A atual deterioração do cenário externo deve causar impacto sobre a economia brasileira equivalente a um quarto do efeito observado durante a crise internacional de 2008 e 2009. A previsão faz parte de um cenário alternativo, que consta da ata da última reunião do Comitê de Política Monetária (Copom), divulgada hoje (8).

A projeção “supõe que a atual deterioração do cenário internacional seja mais persistente do que a verificada em 2008/2009, porém, menos aguda, sem observância de eventos extremos”.

Segundo a ata, nesse cenário alternativo, a atividade econômica doméstica desacelera e, apesar de ocorrer depreciação da taxa de câmbio e a redução da taxa básica de juros, a inflação se posiciona em patamar inferior ao que seria observado caso não fosse considerado o efeito da crise econômica internacional.

No último dia 31, o Copom decidiu reduzir a taxa básica de juros, a Selic, em 0,5 ponto percentual para 12% ao ano.

Fonte:
Agência Brasil

0 comentário