Produção agrícola de Minas Gerais deve alcançar R$ 21,6 bilhões

Publicado em 21/11/2011 14:52 192 exibições
Aumento previsto sobre o valor de 2010 é de 17,9% e supera média nacional
Será de  R$ 21,6 bilhões o  Valor  Bruto da Produção (VBP) da agricultura mineira, em 2011, segundo projeção do Ministério de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), tendo como referência dados de outubro. O crescimento  é de 17,9% em relação à renda apurada em 2010, enquanto para o Brasil a previsão é de um VBP agrícola de R$ 204,2 bilhões,  aumento de  11,2%.

Desde 2005, início da série analisada, o VBP agrícola de Minas Gerais teve uma taxa de crescimento médio anual de 8,1%, enquanto para o Brasil a taxa foi de 6,4%.

De acordo com a Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento de Minas Gerais (Seapa), no ranking dos produtos com maior crescimento da renda agrícola em Minas Gerais, o café apresenta uma projeção de R$ 11,1 bilhões, seguindo portanto com uma estimativa de aumento de 30% em relação a 2010. O aumento da receita vem sendo motivado pelo aquecimento das cotações no mercado interno e externo.

“O café responde sozinho por mais da metade do VBP mineiro e o seu crescimento contribui de maneira significativa na receita agrícola gerada pelo Estado”, diz João Ricardo Albanez, superintendente de Política e Economia Agrícola da da Secretaria. “Já a cana-de-açúcar, com VBP previsto de R$ 3,4 bilhões, tem estimativa de crescimento de 22,7%.”

O VBP estimado para o milho, no Estado, deve alcançar R$ 2,7 bilhões, neste caso um aumento de 46,6%. “A produção mineira do grão é estimulada atualmente pelo aumento da demanda nos mercados internos e externo, com a consequente valorização dos preços”, explica Albanez.

Segundo o novo levantamento, o valor da produção do feijão em grão, no Estado, deve alcançar R$ 1 bilhão. Crescimento de 1,1% em relação a 2010.   A nova estimativa mostra que, em Minas, o algodão é o produto que apresentou maior evolução, alcançando R$ 156 milhões, crescimento de 167,4%.  Essa projeção é devida principalmente ao expressivo crescimento da produção no Estado. Além disso,  a elevação dos preços, neste ano, contribuiu para o aumento da receita do produto.

Albanez explica que o VBP é calculado com base no volume de produção e nos preços praticados no mercado das 20 maiores lavouras do país. Para realizar o estudo, são utilizados dados do Instituto Brasileiro de Estatística (IBGE), da Fundação Getúlio Vargas (FGV) e da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab).

O Ministério da Agricultura divulga mensalmente a estimativa do valor da produção para o ano corrente, que pode ser corrigido de acordo com as alterações de preço e a previsão de safra anunciados ao longo do ano.

 

Fonte:
Sec. Agricultura MG

0 comentário