Financiamentos do BB na safra 11/12 de MT crescem 50%

Publicado em 21/11/2011 17:04 204 exibições
O valor liberado pelo Banco do Brasil entre julho e outubro deste ano para financiar a safra agrícola 2011/2012 de Mato Grosso é 50% maior que o valor referente ao mesmo período da safra passada. Apesar do aumento, o setor produtivo ainda considera insuficiente e burocrático o processo para adquirir um empréstimo.

O valor liberado para empréstimos ao segmento empresarial agrícola no estado foi de R$ 972 milhões entre julho e outubro de 2011, comparado com R$ 643 milhões no mesmo período de 2010. O montante que inclui a verba para agricultura familiar neste período já soma R$ 1,473 bilhão, comparado com R$ 980 milhões no ano passado.

 

Na avaliação da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Mato Grosso (Famato), os números representam o bom momento que vive o agronegócio no país. Segundo o diretor executivo da Federação, Seneri Paludo, “vivemos um momento de rentabilidade positiva, o que faz com que os produtores voltem a investir dentro da pecuária”.

 

Mas a Associação dos Produtores de Soja e Milho do Estado de Mato Grosso (Aprosoja) ressalta que os valores ainda são insuficientes para atender a demanda. Além das dificuldades na hora de acessar o crédito, 90% de custeio do Estado ainda estão nas mãos de multinacionais, revendedoras e ou recursos próprios.

 

“Só 10% da necessidade de custeio que o produtor precisa em Mato Grosso é financiada com recurso federal. O produtor que não acessa esse crédito vai acessar financiamento a juros internacionais, ele vai acessar dólar e mais alguma coisa. Então, certamente isso vai tirar a competitividade desse produtor”, relata o diretor administrativo da Aprosoja, Carlos Fávaro.

 

Os valores apresentados pelo Banco do Brasil englobam linhas de crédito para custeio, investimento e comercialização. Dos R$ 972 milhões, um levantamento do Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea) solicitado pela Aprosoja indica que apenas R$ 426 milhões foram disponibilizados com exclusividade para cobrir os custos operacionais dos sojicultores nesta safra.

 

Já a oportunidade de antecipar os financiamentos tem animado o setor. O milho safrinha, que tradicionalmente tinha os valores liberados apenas em janeiro, pode ser resgatado antes. Uma medida que vai ajudar muito o produtor na hora do planejamento de safra.

 

“O plantio da soja ocorreu na janela ideal de plantio, então essa antecipação do custeio já dá para o produtor se programar para comprar os insumos”, complementa Favaro.

Um planejamento que está prestes a iniciar. O plantio de soja já está praticamente todo concluído em Mato Grosso. De acordo com o Imea, a soja plantada chega a quase 98%. Houve um aumento de 14% na área plantada em relação ao mesmo período de 2010. Resultado de um clima favorável.

 

“Tivemos chuvas normais permitindo o andamento do plantio sem grandes problemas. Já atingimos praticamente toda a área plantada em todo o Mato Grosso”, comenta o diretor Imea, Otávio Celidônio.

Fonte:
Aprosoja

0 comentário