FINANCEIRO: Mercado tem dia menos tenso. Bolsas em alta e dólar recua

Publicado em 22/11/2011 09:46 e atualizado em 22/11/2011 10:20 280 exibições
Mais um dia de incertezas para o mercado financeiro mundial. As principais bolsas de valores asiáticas fecharam a terça-feira sem uma tendência comum, já na Europa, os negócios registram altas na sessões de hoje.

Segundo apurou o Valor Econômico, no continente europeu, os investidores e operadores estão se apoiando na notícia de qua as agências Moody's e Standard & Poor's irão manter a nota de crédito dos Estados Unidos, mesmo diante da falta de acordo no Congresso para a redução do déficit público do país.

Além dos Estados Unidos, o outro foco do sistema financeiro continua sendo a Europa. A bola da vez, como já se sabe, é a Espanha. Entretanto, países como a Grécia, a Itália a França seguem ampliando as incertezas dos participantes do mercado, uma vez que ainda não apresentaram medidas fortes e concretas o suficiente para contribuir com a contenção da crise na Zona do Euro.

Há pouco, a agência de classificação de risco Fitch manteve a nota da Espanha em AA-, com uma perspectiva negativa, segundo informações da Folha de S. Paulo.

"O novo governo espanhol precisará aprovar medidas adicionais para alcançar os objetivos de déficit fixados no atual programa de estabilidade do país", indicou a Fitch em um comunicado, anunciando a manutenção da classificação AA-, a quarta de sua escala, correspondente ao âmbito superior.

Dólar - Diante dessa tendência de dia positivo para o mercado nesta terça-feira, o dólar opera em baixa frente ao real. A moeda norte-americana acaba devolvendo parte dos fortes ganhos acumulados ontem, quando encerrou a sessão valendo mais de R$ 1,81.

De acordo com informações do site da Veja, pro volta das 10h03 (horário de Brasília), o dólar era negociado a R$ 1,8015 para venda, em baixa de 0,63 por cento . A cotação subiu 1,68 por cento na segunda-feira e atingiu o maior patamar de fechamento em um mês e meio.

Por:
Carla Mendes
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário