Com freada chinesa, País deve manter comércio com América Latina

Publicado em 24/11/2011 07:16 297 exibições
As relações comerciais entre América Latina e China, que geraram quase US$ 180 bilhões em 2010, apresentam bases cada vez mais sólidas e capazes de resistir a uma já antecipada freada no crescimento do gigante asiático, dizem analistas.

As trocas comerciais entre a região latina e a China cresceram 160% nos últimos cinco anos, passando de US$ 68 bilhões em 2006 para US$ 178,933 bilhões em 2010. O Brasil é responsável pela maior fatia comercial da região com a China, com US$ 38,049 bilhões negociados em 2010. Os benefícios dessa relação são recíprocos. Segundo cifras oficiais, as exportações da América Latina para a China somaram US$ 90,333 bilhões, contra importações de US$ 88,6 bilhões em 2010.

Veja a notícia completa no site do Terra

Fonte:
Agência AFP

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário