Publicidade

Questões Indígenas: Cerca de 450 produtores do MS participam de manifestação em Brasília nesta quarta-feira (8)

Publicado em 07/05/2013 17:08 542 exibições
Organizada pelos representantes dos sindicatos rurais do Mato Grosso do Sul e pela Federação de Agricultura e Pecuária do MS (Sistema Famasul), a caravana, formada por aproximadamente 450 produtores, participa nesta quarta-feira (8) de uma mobilização que ocorrerá em Brasília. A manifestação acontecerá em frente à Câmara dos Deputados durante a audiência pública na qual a ministra-chefe da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, atende convocação da Comissão de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e desenvolvimento rural.

Também foi confirmada a presença de produtores da Bahia, Mato Grosso e Paraná. Segundo o presidente do Sistema Famasul, Eduardo Riedel, o objetivo do movimento é chamar a atenção para a falta de transparência das ações da Funai, que geram conflito e insegurança jurídica. “A preocupação e a ansiedade no campo é grande. Nós vemos a Funai fazendo demarcações em áreas produtivas e legalizadas”, lamenta Riedel.

A intenção da Funai é demarcar como indígena uma área que representa 22% do Estado, abrangendo 28 municípios do Conesul.  Essa área responde por 25% do Produtor Interno Bruto (PIB) e 60% da produção de soja de Mato Grosso do Sul.

A finalidade da audiência é ouvir da ministra esclarecimentos acerca da identificação e delimitação das terras indígenas no Brasil. De acordo com a Famasul, o problema indígena não é uma questão social que não se resolve com ampliação das aldeias. “Entendemos a situação de descaso que as comunidades indígenas vivem atualmente. Mas a Funai adota uma diretriz muito equivocada na solução do problema”, considera Riedel.
Fonte:
Famasul

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

1 comentário

  • antonio caarapó - MS

    ENTENDEMOS O PROBLEMA INDIGENA,MAS OS INDIGENAS SAO CIDADÕES BRASILEIROS COMO QUALQUER OUTRA RAÇA, PORTANTO COM DEVERES E OBRIGAÇOES , CABENDO A ELES TER SUAS CONVIVÊNCIA EM SOCIEDADE. HOJE O PROCESSO DE DEMARCAÇÃO ESTÁ A QUEM DA VERDADEIRA REALIDADE VIVIDA NO SUL DO MS E PARANÁ ONDE ÍNDIOS PARAGUAIOS SE APROVEITAM DA FRAGILIDADE CONSTITUCIONAL DO PAÍS, E ESTÃO MIGRANDO PARA ESTES ESTADOS SENDO REGISTRADOS COMO BRASILEIROS EM CARTÓRIOS, E CRIANDO ETNIAS INDÍGENAS QUE ANTES NÃO EXISTIAM. O QUE ANTES NÓS BRIGAMOS PARA CONQUISTAR QUANDO O PARAGUAI INVADIU QUERENDO TOMAR AS TERRAS DO SUL, HOJE ESTAMOS DANDO DE "MÃOS BEIJADAS" E ACEITANDO COMO BRASILEIROS E AINDA -PIOR- ESTAMOS PAGANDO PRA ELES RECEBEREM BOLSA-FAMILIA!

    0