Polícia usa gás de pimenta para evitar invasão de índios a anexo da Câmara dos Deputados

Publicado em 23/11/2016 10:33
318 exibições

Com arcos e flechas, tacapes e facões, índios tentaram invadir no final da manhã desta quarta-feira (23) o anexo III da Câmara dos Deputados, na área central de Brasília. A Polícia Legislativa reagiu com gás de pimenta. O grupo carregava cartazes com críticas à Proposta de Emenda à Constituição 55 (antiga PEC 241), que estabelece um teto para os gastos públicos nos próximos 20 anos.

De acordo com a Polícia Militar, havia cerca de 400 indígenas no local por volta das 11h40. O grupo não quis conversar com a imprensa nem com outras pessoas que passavam pelo local. A corporação foi acionada para acompanhar a manifestação e ajudar a equipe legislativa. Não há informações sobre feridos.

O grupo carregava faixas com os escritos "PEC 241-55: PEC da Morte" e "Ruralista e terra pra estrangeiro: tudo a ver". Em nota, o Conselho Indigenista Missionário informou que lideranças de vários povos do Maranhão, Bahia, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e São Paulo participaram do ato.

Funcionários da Câmara não quiseram dar entrevista, mas disseram que apenas quem usava crachá tinha autorização para entrar no prédio. Parte dos que queriam sair precisaram se dirigir a outro anexo.

O Batalhão de Choque da PM se posicionou também em frente ao anexo IV, depois de um grupo de índios ir para o local. Eles tocavam chocalhos e entoaram cantigas na língua nativa.

Indígenas protestam em Brasília contra a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 55 (antiga PEC 241), que estabelece um teto para os gastos públicos nos próximos 20 anos (Foto: Polícia Militar/Divulgação)

Indígenas protestam em Brasília contra a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 55 (antiga PEC 241), que estabelece um teto para os gastos públicos nos próximos 20 anos (Foto: Polícia Militar/Divulgação)

 

Com faixas com críticas à a PEC que estabelece um teto para os gastos públicos nos próximos 20 anos, indígenas protestam em Brasília nesta quarta-feira (23) (Foto: Elielton Lopes/G1)

Com faixas com críticas à PEC que estabelece um teto para os gastos públicos nos próximos 20 anos, indígenas protestam em Brasília nesta quarta-feira (23) (Foto: Elielton Lopes/G1)

Policiais do Batalhão de Choque em frente ao Anexo IV da Câmara dos Deputados durante protesto de índios contra PEC do teto de gastos (Foto: Elielton Lopes/G1)

Policiais do Batalhão de Choque em frente ao Anexo IV da Câmara dos Deputados durante protesto de índios contra PEC do teto de gastos (Foto: Elielton Lopes/G1)

Leia a notícia na íntegra no site G1 DF

Manifestantes indígenas tentam ocupar anexos da Câmara dos Deputados

Um grupo de indígenas tentou ocupar a Câmara dos Deputados pelos anexos 2 e 3 da casa, em Brasília, na manhã desta quarta-feira (23). Os manifestantes protestam contra o que classificam de “programa neoliberal dos governos” e denunciam o que chamam de “retrocesso nos direitos já conquistados por essas comunidades”.

Ao se depararem com o bloqueio feito por agentes da Polícia Legislativa, os manifestantes começaram a jogar cones nas portas das duas entradas.

Os agentes isolaram os acessos e usaram spray de pimenta para dispersar os manifestantes, que continuam protestando em frente aos anexos da Câmara. Alguns funcionários que tentavam sair do prédio tiveram que buscar outras portarias.

Leia a notícia na íntegra no site do Último Segundo

Fonte:
G1 DF+Último Segundo

0 comentário