Salles defende plantio de soja em terras indígenas e fala em ‘excesso de demarcações

Publicado em 25/01/2019 16:30
124 exibições

O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, afirmou nesta quarta-feira (23) que índios deveriam plantar soja e que os órgãos que coíbem o arrendamento da terra indígena para cultivo do grão, como o Ibama e a Funai cometem “excesso de voluntarismo”.

O recém-empossado ministro deu a declaração durante o encontro “Perspectivas dos Direitos Constitucionais Indígenas”, organizado pela Câmara de Populações Indígenas e Comunidades Tradicionais do Ministério Público Federal. O objetivo do encontro que foi conduzido pela procuradora geral da República, Raquel Dodge, foi o de estabelecer um canal de diálogo dos povos indígenas com o novo governo.

Salles estava criticando especificamente uma multa de R$ 2,7 milhões aplicada pelo Ibama a produtores rurais que fecharam contratos com associações indígenas para exploração em quatro terras demarcadas no oeste do Mato Grosso.

Leia a notícia na íntegra no site Hora do Povo

Fonte Hora do Povo

Nenhum comentário