Clima seco na América do Sul dá mais um dia de alta para os grãos

Publicado em 20/12/2011 12:47 e atualizado em 20/12/2011 13:41 1095 exibições
O clima seco na América do Sul, principalmente no Brasil e na Argentina, continua dando sustentação ao mercado internacional de grãos. Os futuros da soja, do milho e do trigo encerraram o pregão noturno desta terça-feira em alta e continuam operando em campo positivo na sessão regular.

De acordo com informações apuradas pelo Notícias Agrícolas, algumas regiões produtoras de soja no Mato Grosso, principal produtor da oleaginosa no país, começam a sofrer com condições climáticas desfavoráveis. De acordo com o superintendente do Imea (Instituto Mato-Grossense de Economia Agropecuária), a estiagem já compromete plantações nas regiões oeste, centro-sul e sudeste.

Caso o clima seco persista, a redução da produtividade será ainda mais expressiva do que a já estimada. O Imea informa que o rendimento das lavouras do estado devem ser de 3.174 quilos por hectare. O volume já é 1,1% menor do que o registrado na safra anterior.

A tendência positiva para o mercado, no entanto, não vem só das condições climáticas adversas, mas também das boas informações vindas do cenário macroeconômico, com notícias positivas sobre a economia da Alemanha e também da Espanha. A baixa do dólar hoje complementa o quadro positivo.

Milho e trigo - No mercado do milho, as cotações também avançam com suporte nos movimentos de compras especulativas. Além disso, os grãos também caminham na esteira das questões climáticas que dão suporte ao mercado da soja esta semana.

Tags:
Por:
Carla Mendes
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário