Em Chicago, grãos seguem focando na seca da América do Sul e fecham em alta

Publicado em 23/01/2012 13:28 e atualizado em 23/01/2012 16:58 1672 exibições
Nesta segunda-feira, o mercado internacional de grãos voltou a registrar expressivas altas na Bolsa de Chicago. Os futuros da soja, do milho e do trigo fecharam o pregão noturno no terreno negativo e ampliaram os ganhos na sessão regular de hoje.

O clima quente e seco que assola o sul do Brasil e a Argentina, além de mais países produtores da América do Sul, ainda é o principal motivo para o avanço das cotações. As chuvas do último final de semana ficaram abaixo das expectativas e não foram suficientes para aliviar a situação das lavouras.

Para os próximos dias, as previsões do tempo indicam mais seca e altas temperaturas, além de poucas chances de tempo úmido e essas são condições que poderiam comprometer, ainda mais, a produtividade dessas plantações.

No cenário externo, fatores também positivo para o mercado de grãos. Nesta segunda-feira, o dólar opera em baixa, aumentando a competitividade das commodities norte-americanas no mercado exportador.

Além disso, as bolsas de valores operam em alta ao redor do mundo e o petróleo também opera em alta nesta segunda-feira, cenário que contribue para o suporte dos preços.

Na soja, na abertura do pregão regular (13h30 horário de Brasília), os principais vencimentos operavam com altas superiores a 27 pontos. Para o milho e o trigo, as altas eram de mais de 8 pontos. Acompanhe o andamento do mercado pelo Notícias Agrícolas.

Os preços mantiveram essa forte alta e fecharam a sessão de hoje com altas de mais de 30 pontos. Os ganhos do milho e do trigo, porém, foram mais tímidos.

Veja como ficaram as cotações no fechamento desta segunda-feira:

>> SOJA

>> MILHO

>> TRIGO

Tags:
Por:
Carla Mendes
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário