Rabobank reduz estimativa para safra mundial de soja e milho e projeta alta nos preços

Publicado em 31/01/2012 09:39 2466 exibições
A produção global de soja e milho na temporada 2011/12 deverá ser menor do que o previsto no ano passado por conta das condições climáticas adversas da América do Sul causadas pelo La Niña. As informações são do último reporte do banco internacional Rabobank.

De acordo Luke Chandler, analista de mercado, a safra mundial foi estimada em 249,2 milhões de toneladas ante as 258 milhões projetadas em dezembro. Para o milho, em relação aos números do mês passado, a redução foi de 855,8 milhões para 854,6 milhões de toneladas.

Por conta dessa redução em suas estimativas para as safras, o Rabobank revisou para cima suas projeções para os preços de ambas as commodities. "O clima seco está, certamente, impactando nos números do ciclo 2011/12", afirmou o analista Erin FitzPatrick, co-autor do relatório do banco.

Para o Rabobank, os preços da soja negociada na Bolsa de Chicago deverão manter a média dos US$ 12 por bushel no trimestre atual. Em dezembro, a cotação foi projetada em US$ 11,78. Para o milho, a média estimada é de US$ 6,25 por bushel ante a previsão anterior de US$ 6,10.

"Há um risco crescente de que nossas projeções para os preços aumentem caso os estoques da América do Sul fiquem mais apertados que o esperado ou que a demanda da China, maior consumidora mundial de soja e segunda maior de milho, fique acima do previsto", disseram os analistas.

Mercado - Nesta terça-feira, após as severas baixas registras ontem no mercado da soja em Chicago - a oleaginosa fechou com mais de 30 pontos negativos nos principais vencimentos - os futuros operam em alta.

Por volta das 10h50 (horário de Brasília), o vencimento maio, referência para a safra brasileira, era cotado a US$ 11,99 por bushel, com alta de 3,75 pontos. Já o julho, operava a US$ 12,09, subindo a pontos. Mais cedo, os preços subiam quase 10 pontos.

Já no mercado do milho, no mesmo momento, os ganhos eram superiores a 7 pontos nos principais vencimentos.

Analistas afirmam que os mercados tentam se recuperar das baixas registradas ontem e ainda sentem o fôlego de uma mercado financeiro mais tranquilo nesta terça-feira. Além disso, o mercado ainda se mantém bastante atento ao clima.

Com informações da Bloomberg.

Tags:
Por:
Carla Mendes
Fonte:
Notícias Agrícolas

3 comentários

  • Ricardo São Paulo - SP

    "De acordo Luke Chandler, analista de mercado, a safra mundial foi estimada em 249,2 milhões de toneladas ante as 258 milhões projetadas em dezembro. Para o milho, em relação aos números do mês passado, a redução foi de 855,8 milhões para 854,6 milhões de toneladas.'' pra mim não fez sentido essa frase, como que a safra de milho sozinha vai ser maior que a safra mundial?

    mesmo assim, muito interessante a matéria.

    0
  • Atila Pereira Chapada dos Guimarães - MT

    De fato este derretimento no mercado da soja ontem era algo esperado, visto que acontece todos os anos na véspera da colheita, hoje podemos esperar um repique moderado. Acredito que com a reunião do USDA o preço venha a encontrar certo suporte devido à quebra nas safras e consequentemente menor estoque aqui na América do Sul, até lá só resta aguardar e torcer para que a chuva dê estia aqui para o médio-norte matogrossense.

    0
  • Liones Severo Porto Alegre - RS

    Enfim, aos poucos começam a computar as quebras nas safras sulamericanas. Quanto a queda de ontem, faz mais de 20 anos que o mercado faz esse movimento no final do mes de janeiro, inclusive mostra claramente nos gráficos postados alguns dias atraz, neste mesmo site. abraços.

    0