PR: Deral deve revisar para baixo safra 11/12 de soja e milho

Publicado em 20/02/2012 08:27 e atualizado em 28/02/2012 10:09 1674 exibições
As estimativas de produção das lavouras de soja e milho do Paraná podem ser revisadas para baixo no novo levantamento do Departamento de Economia Rural (Deral), da Secretaria de Estado da Agricultura e do Abastecimento-PR.  Os técnicos estão de volta ao campo,  já que o dicurso dos produtores locais é de que a colheita de soja e milho estão com  produtividade abaixo do esperado.

Os números de produção já haviam sido revisados para baixo em função da seca, mas os primeiros sinais são de que os prejuízos podem ter sido ainda maiores.  Lavouras de Itambé e Floresta,  região onde ocorre a colheita da soja precoce, a produtividade média alcança no máximo 80 sacas por alqueire, sendo que a estimativa inicial era de aproximadamente 90 sacas por alqueire.

As cooperativas da região de Maringá- PR já preparam também relatórios sobre os primeiros números da colheita. A produção paranaense foi iniciamente estimada em 14,15 milhões de toneladas e há um mês foi reavaliada para 12,73 milhões, mas agora o Deral admite um desempenho menor.

Com informações do Diário de Maringá.

Tags:
Por:
Marília Pozzer
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

3 comentários

  • Lindalvo José Teixeira Marialva - PR

    Quem foi o doido que realizou estimativa de 80 sacas por hectare na região de Maringá, isto não acontece em anos normais ou que publicou tamanha besteira. Isto significa colher 193,60 sacas por alqueire. Ainda estavam estimando 90 sacas por hectare ou seja 217,80 sacas por alqueire, tem alguma coisa errada nisso tudo.SERÁ QUE NÃO É POR ALQUEIRE.Senhor secretário de Estado da Agricultura do Paraná, tá na hora de mostrar a que veio????? Vamos colocar o pessoal para andar um pouco, acompanhar algumas colheitas para informar melhor. Aqui em Marialva tem um produtor que colheu 51,65 sacas por hectare de soja, talvez uma das melhores lavouras, em região que foi atingida por estiagem, no entanto, ele utilizou alta tecnologia, vale apenas conferir o que ele fez. Vamos levar o pessoal da pesquisa, os técnicos da SEAB, quem sabe o Secretário da Agricultura do Paraná, vale a pena, os vizinhos estão colhendo 25, 30, 40 sacas por hectare.Nós precisamos de novas tecnologias para minimizar os efeitos da estiagem, quem sabe um Programa de calagem com gesso agrícola, plantio de brachiaria no inverno, enfim temos que buscar, porque a coisa é feia, tá muito seco, calor insuportável????? Vamos superar os desafios. Estamos aqui para colaborar. Lindalvo José Teixeira - Engenheiro Agrônomo e Presidente do Sindicato Rural de Marialva.

    0
  • João Marino Delize Maringá - PR

    A média na produção de soja na Região de Maringá, está em volta de 33 sacas por hectare e não 80 sacas por hectare como consta a reportagem acima e também no Diário do Norte do Paraná. Se considerarmos que no anos passado a produção era de 57 sacas por hectare. Se fizermos uma comparação as perdas estão passando de 40%. Deveria haver uma revisão nestas reportagens antes de ser publicadas. Na minha opinião a safra de Soja do Paraná não vai chegar a 10 milhões de toneladas.

    0
  • Charles Giese Marechal Cândido Rondon - PR

    Não sendo chato, más alguém pode corrigir o pessoal da edição desses textos?80 sacas por hectare? Estão falando de milho? Só pra complementar, no Paraná se divulga dados por alqueire paulista, que são 2,42 hectares aproximadamente, dessa forma os numeros apresentados teriam sentido. Abraços,e vamos em frente.

    0