Oil World: Safra de soja da Argentina pode ficar entre 39 e 40 milhões de t

Publicado em 30/05/2012 07:49 1002 exibições
As condições climáticas na Argentina continuam desfavoráveis para a produção de soja e isso fez com que a Oil World reduzisse, mais uma vez, suas estimativas para a safra do país. A consultoria alemã agora projeta a colheita argentina entre 39 e 40 milhões de toneladas. O último volume estimado pela Oil foi de 40,5 milhões de toneladas. 

O clima seco e recentes inundações têm feito com que muitos produtores abandonem suas lavouras de soja, de acordo com relatos ouvidos pela equipe da Oil World. 

"A safra de soja argentina continua com problemas, com o abandono da área superando as expectativas, como resultado de uma severa seca nos Estados do Norte, bem como inundações em partes da província de Buenos Aires", disse a consultoria alemã.

No último dia 24 de maio, a Bolsa de Buenos Aires também reduziu sua projeção para a safra de soja da Argentina, neste caso para 39,9 milhões de toneladas ante a estimativa anterior de 41 milhões. 

Este aperto crescente e frequente na oferta mundial de soja por conta da quebra na América do Sul também compromete a já ajustada oferta de óleo nesta temporada, segundo a Oil World. 

De acordo com a consultoria alemã, a produção mundial de óleo de soja na safra 11/12 terá um aumento de apenas 300 mil toneladas, chegando a 41,7 milhões de toneladas. Na temporada anterior, esse aumento foi de 2,5 milhões de toneladas. 

"Esperamos que o consumo global de óleo de soja supere a produção entre 500 mil e 600 mil toneladas nesta temporada, representando um desequilíbrio que pode persistir apenas temporariamente", disse a consultoria alemã. 

Diante disso, os estoques globais de óleo de soja deverão ser reduzidos de 4,4 milhões de toneladas - safra 10/11 - para 3,8 milhões - safra 11/12. 

Com informações da Reuters. 
Tags:
Por:
Carla Mendes
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário