Chicago: Grãos têm dia de fortes altas com clima adverso nos EUA

Publicado em 25/06/2012 14:12 e atualizado em 25/06/2012 17:23 925 exibições
A segunda-feira está se confirmando muito positiva para o mercado internacional de grãos. A soja, o milho e o trigo trabalham com expressivos e firmes ganhos na Bolsa de Chicago no pregão de hoje. A soja já chegou a subir mais de 50 pontos nos contratos de longo prazo e o milho bateu o limite de alta dos 40 pontos nos vencimentos novembro e dezembro. 

O principal trampolim para as cotações nos negócios desta segunda é o clima quente e seco que segue persistindo nos Estados Unidos. A falta de chuvas e as altas temperaturas no Corn Belt - principal região produtora norte-americana - podem comprometer o bom desenvolvimento das lavouras e reduzir sua produtividade. 

O temor é de que em um ano de uma oferta já bastante curta, os Estados Unidos sofram com uma quebra de safra, reduzindo ainda mais os estoques no segundo semestre. Diante disso, os investidores estão colocando prêmio climático em cima dos preços, impulsionando mais  ainda a alta das cotações. 

Além disso, o USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) divulga no fim do dia hoje mais um relatório semanal de acompanhamento de safra e o reporte deverá ser altista para os preços, porém, analistas afirmam que os dados já estão sendo precificados. 

No caso da soja, outro fator que estimula os preços é a demanda aquecida pela oleaginosa norte-americana. Nesta segunda-feira, o departamento anunciou a venda de 120 mil toneladas de soja dos EUA para a China a serem entregues na temporada 2012/13. 
Tags:
Por:
Carla Mendes
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário