Argentina: Chuvas excessivas ainda atrasam plantio da soja e do milho

Publicado em 30/11/2012 15:17 1238 exibições
O Ministério da Agricultura da Argentina informou nesta sexta-feira (30) que o plantio da soja no país já atinge 58% da área estimada para a safra 2012/13 de 19,355 milhões de hectares.

Na semana passada, os trabalhos estavam concluídos em 47%. Mas, apesar desse avanço de 11 pontos percentuais, o plantio ainda está atrasado no país por conta das chuvas excessivas. Neste mesmo período do ano passado, a semeadura já estava concluída em 66%. 

O plantio do milho na Argentina, por sua vez, já está 63% concluído, contra 59% da semana passada. A área estimada para o cereal nesta safra é de 4,664 enquanto que na safra 2011/12 foram cultivados 5 milhões de hectares. 

Assim como no caso da soja, o plantio do milho também está atrasado em relação ao ritmo registrado na temporada anterior, quando 73% da semeadura já estavão concluídos. 

O que atrasa o plantio dos grãos na Argentina é o excesso de chuvas e essas condições de clima adverso já começam a ser refletido nos preços da soja negociada na Bolsa de Chicago. 

Além do já conhecido atraso dos trabalhos de campo, a previsão é de que nas próximas duas semanas, principalmente no norte da Argentina, as chuvs excessivas deverão continuar. De acordo com Pedro Dejneka, analista de mercado da Futures International, de Chicago, afirma que "o mercado ainda não sabe o que fazer com essas informações". 

Dejneka explica que é preciso acompanhar de maneira o mercado vai ler essa janela de plantio que ainda existe no país e o rendimento do que for plantado. "A lógica é que essa soja que vai entrar tarde no solo é uma soja de curto prazo, então, o rendimento será menor. O quanto isso irá afetar a produção total do país é a questão e o mercado está esperando entender isso para começar a precificar", diz o analista. 
Tags:
Por:
Carla Mendes
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário