Soja: Maior parte dos casos de ferrugem está no MT

Publicado em 03/12/2012 13:24 e atualizado em 03/12/2012 14:38 459 exibições
Dos oito casos de ferrugem asiáticas confirmados no Brasil cinco estão em Mato Grosso, colocando os sojicultores em alerta redobrado, principalmente nesta fase de desenvolvimento e floração da soja comercial. Há duas safras de soja que Mato Grosso não registrava casos do fungo durante o plantio. As entidades produtivas e especialistas frisam que a ferrugem foi constatada na chamada soja guaxá, que nasce involuntariamente nas beiras das rodovias e zonas urbanas. Setor alerta ainda quanto a incidência de percevejos, lagartas e nematoides que podem comprometer a lavoura. Conforme informações do Consórcio Antiferrugem, o mais novo caso foi confirmado na quarta-feira (28) em Primavera do Leste. Os demais casos estão em Campo Novo dos Parecis, Sapezal, Lucas do Rio Verde e Alto Araguaia (o primeiro a ser confirmado ainda em outubro). Além de Mato Grosso, há um caso registrado em Santa Catarina e dois em São Paulo. “É preciso que os produtores redobrem os cuidados, pois estamos em fase de desenvolvimento da planta e floração. Este período nos permite uma melhor análise visual da lavoura quanto a ferrugem asiática e demais pragas e doenças, bem como aos nematoides”, alerta o vice-presidente região norte da Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja-MT), Naildo Lopes.

Veja a notícia na íntegra no site da Folha do Estado
Tags:
Fonte:
Folha do Estado

0 comentário