Publicidade

Soja espera números positivos vindos do USDA e fecha em alta

Publicado em 10/12/2012 19:05 e atualizado em 11/12/2012 07:35 1995 exibições
Na sessão que antecede a divulgação do novo relatório de oferta e demanda do USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) nesta segunda-feira (10), a soja encerrou o dia com leves ganhos e o milho e o trigo fecharam os negócios com perdas acentuadas. O pregão foi bastante volátil e a soja chegou a registrar perdas de dois pontos, porém, conseguiu retomar parte das altas e ficou do lado positivo da tabela.

Tradicionalmente, como explicam os analistas, a sessão que antecede o dia de atualização dos números do USDA é marcada pela volatilidade, já que os traders aguardam os dados para darem um direcionamento mais efetivo aos negócios, trazendo convicção ao mercado. 

Este relatório que o USDA divulga nesta terça-feira (11), entretanto, não deve trazer muitas modificações nos números já conhecidos de produção e produtividade das lavouras de soja e milho dos Estados Unidos. Porém, o que se espera é que o órgão revise os números de demanda da soja para cima e os de milho para baixo. "Espera-se um relatório de neutro a baixista para o milho e o trigo e de neutro a altista para a soja", disse Pedro Dejneka, analista da Futures International. 

Dessa forma, o mercado parece ter antecipado essas informações, com um fechamento positivo para o mercado da soja e negativo para soja e milho. Segundo Daniel D'Ávilla, analista da New Edge Corretora, a tendência dos preços da soja é de que se mantenham firmes, diante de um "buraco" na oferta no período da entressafra até que chegue a produção 2012/13 da América do Sul. "Mesmo uma produção grande na América do Sul não irá repor os estoques de uma vez", reforçou D'Ávilla. 

A estimativa de agências privadas é de que o USDA reduza os estoques norte-americanos de soja de 3,81 milhões de toneladas para 3,54 milhões. Como explicou o analista, esses números trazidos pelo departamento poderiam ser um novo impulso para o mercado, caso se confirmem, e podem ajudar a manter a recuperação que vem sendo mostrada pelas cotações nas últimas semanas. 

O milho, por outro lado, fechou o dia em baixa. O mercado recua diante de um quadro de demanda muito fraca pelo grão norte-americano, onde nem mesmo os menores estoques do país em 17 anos sendo capazes de segurar uma reação dos preços. 

Confirmando esse quadro de baixa procura pelo produto dos EUA, os dados de embarques semanais vieram bem abaixo do registrado na semana anterior e pressionaram ainda mais as cotações. 

Veja como ficaram as cotações dos grãos no fechamento desta segunda-feira:



Tags:
Por:
Carla Mendes
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário