USDA: Expectativa é de aumento nos estoques de soja e milho dos EUA

Publicado em 10/01/2013 09:59 1940 exibições
O USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) divulga nesta sexta-feira (11), seu novo relatório de oferta e demanda e o mercado aguarda com ansiedade a atualização dos números. Segundo analistas, o boletim será o responsável por oferecer uma direção mais efetiva para os negócios. 

Segundo pesquisas de agências internacionais, o departamento norte-americano deverá trazer estimativas maiores para a produção, a produtividade e os estoques finais dos Estados Unidos da temporada 2012/13. 

Para a produção de soja, a expectativa é de que o USDA projete 81,62 milhões de toneladas, contra as 80,86 milhões estimadas no relatório de dezembro. A produtividade deverá passar de 44,57 para 44,9 sacas por hectare. 

Já os estoques, de acordo com as expectativas, deverão aumentar de 3,54 milhões de toneladas, projetadas no mês passado, para 3,67 milhões de toneladas. Em 2011, neste mesmo período, os estoques norte-americanos de soja eram de 4,6 mlhões de toneladas. 

Por outro lado, para o milho, o esperado é que sejam reduzidas as estimativas para a safra 2012/13. A expectativa é de que a produção seja estimada em 269,92 milhões de toneladas contra as 272.43 milhões exibidas no relatório de dezembro. A produtividade deverá registrar um ligeiro aumento, passando de 129,45 para 129,55 sacas por hectare. 

No caso dos estoques de milho, a expectativa do mercado é de que passem de 16,43 milhões de toneladas estimadas em janeiro para 16,94 milhões. Na safra anterior, esse volume era de 25,1 milhões de toneladas. 

Bolsa de Chicago - À espera dos números oficiais, o mercado internacional de grãos registra mais um pregão sem oscilações muito expressivas, operando de lado. Segundo analistas, os investidores acreditam que esses dados, que trarão os números consolidados sobre a safra 2012/13 dos EUA, serão responsáveis por dar um rumo para as cotações. 

Paralelamente, afirma-se também que, após digerir essas informações, o mercado deverá se voltar definitivamente para as condições climáticas da América do Sul e acompanhar as expectativas para a nova safra sulamericana. 

Até o momento, as estimativas de uma produção recorde estão mantidas. Entretanto, no Brasil, a irregularidade das chuvas e até mesmo a falta delas em algumas regiões do país começam a preocupar os produtores. Na Argentina, o plantio foi atrasado em função das precipitações excessivas e o quanto será produzido no país ainda é uma incógnita.  

Acompanhe, clicando no link abaixo, a entrevista do economista da Granoeste Corretora, Camilo Motter, sobre o andamento do mercado de grãos e sobre as expectativas para o novo relatório do USDA:

Tags:
Por:
Carla Mendes
Fonte:
Notícias Agrícolas

1 comentário

  • Liones Severo Porto Alegre - RS

    Aumento de produtividade, ou de produção não significa maiores estoques. Sendo que os numeros mais importantes são estoques em 1o. dezembro. A estmativa para o estoque de soja esta 10pct menor do que o ano anterior e o milho esta cerca de 14pct menor do que ano anterior. Esses números são decisivos para direcionar a tendencia do mercado.

    0