Soja Misto em Chicago

Publicado em 01/04/2013 19:46
682 exibições
O pregão de soja operou misto e com os meses dos contratos mais próximos sob pressão maior. A forte queda no milho teve efeito psicológico negativo na atuação dos fundos nas outras commodities agrícolas, inclusive no complexo soja. No entanto, a baixa na soja acabou limitada por rumores que a China estava de volta ao mercado atrás de novas cargas de soja, talvez dos EUA, principalmente se os problemas logísticos no Brasil persistirem. O banco de investimentos Goldman Sachs, alterou sua previsão de preço para os próximos 3 meses de Us$ 14,00/bu para Us$ 13,50/bu e do período 6 a 12 meses de Us$ 13,00/bu para Us$ 12,50/bu. 

Exportações EUA: as exportações americanas de soja na semana até 28/03 foram de 443.620t, com o mercado esperando entre 326.590t e 517.100t. Aproximadamente 260.757t foram embarcadas para a China. Por outro lado, os embarques semanais de milho americano foram de 486.140t, contra uma expectativa do mercado entre 355.610t e 482.610t. Por último, os embarques semanais de trigo dos EUA foram de 700.430t, com o mercado esperando entre 489.880t e 680.400t.

Clique aqui para ampliar!

Exportações Brasil: segundo dados da Secex, as exportações brasileiras de soja em mar/13 foram de 3,54 mi.t., contra 959.600t em fev/13 e 4,24 mi.t. em mar/12. O acumulado de jan/mar 2013 chega a 4,77 mi.t. contra 6,81 mi.t. em jan/mar 2012. As exportações de farelo em mar/13 foram de 616.900t, contra 669.700t em fev/13 e 1,05 mi.t. em mar/12. O acumulado de jan/mar 2013 chega a 1,9 mi.t. contra 3,1 mi.t. em jan/mar 2012. Os embarques de óleo de soja em jan/13 foram de 123.000t, contra 29.153t em fev/13 e 189.500t em mar/12. O acumulado de jan/mar 2013 chega a 175.300t contra 370.100t em jan/mar 2012. O Brasil ainda exportou 1,61 mi.t. de milho em mar/13, contra 2,29 mi.t. em fev/12 e 278.300t em mar/12 e com o acumulado jan/mar 2013 chegando a 7,26 mi.t. contra 1,39 mi.t. em jan/mar 2012.

Clique aqui para ampliar!
Clique aqui para ampliar!


Milho CBOT: após o limite de baixa na 5ª feira passada, o milho em Chicago voltou do final de semana prolongado com queda de 50 pontos (limite hoje estendido para 60 pontos), desvalorização de 7% e no menor nível em 9 meses. Foi a maior queda para um dia nos últimos 4 anos. Pressão ainda do Relatório USDA de 6ª feira passada, que mostrou estoques americanos acima do esperado e a maior área de milho desde 1936, que levou fundos especulativos a continuarem liquidando posições. Sentimento crescente no mercado que o Relatório USDA de oferta e demanda mundial de abr/13 deve mostrar estoques americanos se recuperando para um nível superior a 23 mi.t., reflexo de um estoque trimestral superior as expectativas do mercado, fraca demanda para exportação e produção de etanol sem surpresas. Por outro lado, a recente queda nos preços, disponibilidade maior do produto americano e problemas de logística no Brasil podem provocar uma retomada na demanda, principalmente externa. O banco de investimentos Goldman Sachs, alterou sua previsão de preço para os próximos 3 meses de Us$ 7,50/bu para Us$ 6,50 e do período 6 a 12 meses de Us$ 6,00/bu para Us$ 5,25/bu. 

Trigo CBOT: o pregão de trigo na Bolsa de Chicago acompanhou o desempenho negativo do resto das commodities agrícolas e fechou com desvalorização média de 3%. Pressão da forte baixa no milho e de clima mais favorável nos EUA. Segundo a Goldman Sachs, a estimativa de preço de trigo nos próximos 3 meses é de Us$ 6,50/bu contra Us$ 7,80 previstos anteriormente e do período 6 a 12 meses de Us$ 7,80/bu para Us$ 6,25/bu.

Clique aqui para ampliar!


Câmbio Brasil: o dólar comercial no Brasil operou em leve alta, entre uma mínima de R$ 2,017 e máxima de R$ 2,024, com investidores ainda cautelosos em relação a situação na Zona do Euro. 

Clique aqui para ampliar!


Mercado Interno de Soja e Milho 

Soja PR: mais um dia de queda na soja em Chicago, dólar de lado e o mercado interno fraco de indicações. No norte, abril com ofertas a R$ 55,50 e compradores a R$ 55,00 e maio com vendedores retraídos e compradores a R$ 56,00/56,20. Ofertas a R$ 58,00 e compradores a R$ 56,00/57,00 em Ponta Grossa. No porto de Paranaguá (PR), spot com vendedores a R$ 60,50 e compradores a R$ 58,50/58,60 e maio com ofertas a R$ 62,00 e compradores a R$ 60,00. 
Soja GO: vendedores retraídos e compradores a R$ 49,50/50,00 spot e Us$ 21,90/22,00 e R$ 46,60 para fev/14 em Rio Verde; R$ 49,00 spot e Us$ 21,60 e R$ 46,60 para fev/14 em Jataí; R$ 48,70 spot e Us$ 21,10 e R$ 44,80 para fev/14 em Chapadão do Céu; R$ 50,00 spot e Us$ 21,60 e R$ 46,30 para mar/14 em Cristalina; e R$ 50,00 spot e Us$ 21,80 e R$ 46,30 para fev/14 em Bom Jesus. Em Catalão, ofertas a R$ 52,00 e compradores spot a R$ 50,00 e vendedores retraídos e compradores para mar/14 a Us$ 21,90 e R$ 47,00. 

Milho PR: com o plantio da safrinha encerrado e sem maiores problemas climáticos, cresce a expectativa em torno de uma oferta abundante no 2º semestre no Brasil. Aliado a isso, a crescente queda no preço internacional está deixando o mercado interno sob pressão e em alguns casos fraco de indicações. Ofertas a R$ 26.00 e compradores a R$ 25,00 CIF no norte. Compradores retraídos e vendedores a R$ 25,00 no oeste e R$ 24,50/25,00 no sudoeste. Comentários de negócios a R$ 26,00 nos Campos Gerais. No porto de Paranaguá (PR), vendedores retraídos e compradores para safrinha ago/set a R$ 25,20. 
Milho GO: em Rio Verde Rio Verde, vendedores retraídos e compradores a R$ 24,50 spot e ofertas a R$ 19,50 e compradores a R$ 16,50 para agosto. Em Jataí, ofertas a R$ 26,00 e compradores a R$ 24,00 spot e vendedores a R$ 19,50 e compradores a R$ 16,50 para agosto. Em Chapadão do Céu, comentários de poucos negócios a R$ 24,00 e na safrinha vendedores retraídos e compradores a R$ 16,00. 


Safra 2012/13 Brasil Soja & Milho


Clique aqui para ampliar!

Tags:
Fonte: Cerealpar

Nenhum comentário