Chicago: Mais uma dia volátil; soja tem forte queda no curto prazo

Publicado em 24/05/2013 12:57 1559 exibições

Os contratos futuros da soja negociados na Bolsa de Chicago registram mais uma sessão de intensa volatilidade na Bolsa de Chicago. Nesta sexta-feira (24), por volta de 12h50 (horário de Brasília), os vencimentos mais próximos - julho e agosto/13 - operavam em queda, enquanto os mais distantes - setembro/13 e março/14 - se encontravam do lado positivo da tabela. O primeiro vencimento perdia mais de 20 pontos. 

Para o analista Eduardo Vanin, da Agrinvest, o mercado ainda segue bastante nervoso com a situação da pouca oferta de soja nos Estados Unidos. Essa falta do produto vem estimulando o mercado no curto prazo, fazendo com que o vencimento julho encerre a semana com um ganho acumulado de 40 pontos na CBOT. 

"Esse pouco estoque com os produtores e as cerealistas vai sendo consumido, e qualquer notícia que possa trazer a demanda com mais força de volta para os Estados Unidos, como a greve que aconteceu na Argentina, que é o maior exportador mundial de farelo, leva o mercado bem para cima", diz. 

No milho, também por volta de 12h40, os futuros operavam em campo misto, com ligeiras alta nos primeiros vencimentos e recuo nos demais. De acordo com informações da Bloomberg, as especulações de que o plantio de milho esteja concluído em 90% da área norte-americana até o próximo domingo (26) pesa sobre os contratos futuros referentes à safra nova. 

"Alguns modelos climáticos indicam que nós poderemos concluir o plantio do milho logo. Porém, as exportações semanais foram decepcionantes para o milho, então, temos também a pressão de uma liquidação de posições", disse o presidente da norte-americana Commodities Analytics & Consulting, Mike Zuzolo. 

Tags:
Por:
Carla Mendes
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário