Soja: Clima favorece nova safra dos EUA e mercado recua na CBOT

Publicado em 17/06/2013 12:09 3588 exibições

O mercado internacional registra um dia de expressivas baixas na Bolsa se Chicago nesta segunda-feira (17) e quem lidera as perdas é a soja, com baixas de mais de 10 pontos nos seus principais vencimentos por volta das 11h (horário de Brasília).

O principal fator de pressão para os preços na sessão de hoje é o clima favorável à nova safra dos Estados Unidos. O último final de semana foi de sol nas principais regiões produtoras norte-americanas, com boa umidade no solo e as previsões são de que essa semana continue com chuvas leves, adequadas ao bom desenvolvimento das lavouras. 

"Com isso, o mercado de clima veio forçando o noturno para baixo, o que é típico para esse período. Nós podemos ver até mais perdas para as cotações nos próximos dias, justamente por conta das condições climáticas e das lavouras americana neste momento estarem mais favoráveis", afirmou Vlamir Brandalizze, consultor da Brandalizze Consulting. 

O resultado desse clima mais propício aos trabalhos de campo já deverá ser contabilizado no relatório de acompanhamento de safra que o USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) traz no final do dia. Segundo Brandalizze, o boletim deverá apresentar boas condições sobre as plantações dos EUA, mesmo depois do forte atraso do plantio.

Apesar disso, como explica o consultor, os fundamentos para o curto prazo continuam positivos, principalmente em função da falta de soja nos Estados Unidos. Há quase nenhuma oferta disponível e uma grande disputa entre a demanda para exportação e do mercado interno norte-americano. "Há uma necessidade do grão tanto americana quanto chinesa e os produtores da América do Sul, tanto brasileiros quanto argentinos, estão limitando suas vendas", explicou Brandalizze. "E isso vai fazer com que o quadro siga apertado para as posições de julho até setembro", completou. 

Tags:
Por:
Carla Mendes
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário